Portunholando

Algumas coisas peculiares vêm sendo observadas nas nossas conversas por aqui: em casa deveríamos conversar em português, mas o que acaba saindo são umas falas tortas e muito entretenidas! 
O que  passa é uma mescla que acontece tanto com o emprego de palavras em espanhol no meio da conversação, quanto de palavras em português com o sentido ou o emprego que ela normalmente só teria em espanhol.


Quando vou cumprimentar alguém (escrevendo, num encontro pessoalmente ou numa chamada) não sei mais dizer “oi, tudo bem?”; sempre escapa um “oi, como está?”. Acho muito mais prático botar alguma coisa do que jogá-la no lixo. Soa um pouco demasiado educado dizer perdão ao invés de desculpe, mas é assim que ocupo agora. Estamos buscando departamento pra comprar. Bebida é só refrigerante. No meu caderno (que é escrito todo em português) o sonido é elemento fundamental para o desarrolho da narrativa. Fui numa tenda buscar jalecos de frio, mas não alcancei elegir nenhum bom. E sigo tenendo muito mais frio que todos os chilenos e me destacando entre ellos por toda a roupa que ponho!













Sim, sim…


Essas questões de linguagem tem sido minha maior diversão ultimamente!
E teria mais exemplos pra dar, mas quis só fazer uma brincadeirinha rápida mesmo…


Boa noite e ótima semana à todos!

Anúncios

2 pensamentos sobre “Portunholando

  1. talvez um dia eu achasse que com papel, caneta, envelopes coloridos e muitas paginas escritas pudéssemos ficar mais proximas, mas gracas ao face e ao blog posso me sentir mais pertinho de vc! Para mim eh uma delicia saber suas novidades!!! Nao que naquela epoca cartas fossem o unico meio de comunicacao, mas talvez nas cartas era onde conseguiamos nos expressar melhor e ir a fundo nos nossos sentimento. Hj nao enviamos mais cartas, mais ainda sim percebo o quanto nos expressamos quando escrevemos!
    Vc sempre tera uma amiga aqui, independente da distancia, ate pq nao existe distancia que nos impeça de escrever, nem que seja por telegrama! 🙂 beijos grandes

    Curtir

  2. hahaha

    esse code switching que vc faz ja foi visto como um problema pra aquisiçao de linguagem.

    hoje (o que acho muito mais coerente), ele demonstra que o falante consegue manipular as duas linguas de uma forma tao complexa que, invlusive, mescla-as numa divertida (ou nao) 'entrelingua'.

    ou vc para de comentar sobre lingua ou eu fico delirando aqui com as suas experiencias! rs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s