“Um brilho cego de paixão e fé” (parte 2)

Comecei a escrever esse relato umas mil vezes seguindo o mesmo estilo do relato do parto da Cecília: hiper detalhado, racional, tudo explicadinho… mas mil vezes também a coisa (eu, no caso! rs) empacou!
Agora me dou conta de que não dá pra escrever um relato assim de um parto que foi tão o contrário disso. Aliás, de uma gravidez que foi tão o contrário disso. E de uma maternidade que vem sendo tão o contrário disso.

Escrevendo, aliás,  percebo que essa é a grande lição que meu filho me ensinou até agora: o sentir! Desde lá,  no comecinho, quando “chorei de realinhamento“, depois quando senti tantos medos e quando pude reencontrar minha paixão.. também no parto – que sem dúvida foi resultado desse caminho… Dante vem sempre me ensinando a SENTIR. O que quer que tenha pra ser sentido. Sem limites. Sem (auto) barreiras.

E é por isso, então, que esse relato tem que ser diferente: ele tem de sair das minhas entranhas; tem que ser contado desde os meus sentidos, desde meus sentimentos.

Quem me acompanha?

Conforme o final da gravidez vinha chegando a certeza de que Dante nasceria no dia 21/06 ia aos poucos dando lugar às dúvidas. O lado racional (um pouco interno e um muito no meu marido) me lembrava que eu estava lidando com uma série de indefinições. Me lembrava que ele poderia, na verdade, nascer a qualquer momento; me lembrava que não tínhamos um plano concreto do que fazer com a Cecília nos tempos de parto e estadia no hospital, que eu não sabia qual seria o momento ideal de sair de casa e ir pro hospital;  que eu não sabia se parir seria fácil outra vez;  me lembrava que eu não sabia era coisa nenhuma…

Quando eu sentia que esse mar de indefinições estava pra me afogar, simplesmente me agarrava na certeza do dia 21 e ficava pedindo: “filho, espera a vovó chegar, por favor!”

 

Mas a verdade é que Eu estava dividia. Queria curtir muuuito aquele barrigão amado. Queria que minha mãe chegasse para o parto. Queria que acabasse logo a fase das incertezas. Queria muito que acabasse logo a fase do “a Cecília tá chatinha porque ainda não entende bem essa coisa de ‘o irmão vai nascer’. Queria chegar no concreto, na nova fase – mesmo que esta fosse a fase do caos. Queria curtir muito minha filha sendo ainda a única. Queria estar certa na certeza da data. Queria que dia 21 chegasse logo. Queria ter tempo de fazer um milhão de coisas e resolver uma super lista de pendências.

Eu era a contradição em pessoa.
E pra ajudar, Cecília ficou doentinha. E em seguida eu fiquei doentona. Era muito catarro. Muuuita tosse. Pouquíssimo oxigênio. Pouquíssima energia (minha, porque a bichinha continuava no pique de sempre) e poucas horas de sono (das duas). 

E aí, sobre a data,  teve um pedido da fotógrafa. E teve a intuição da médica, que contaminou a minha. “Ai, ai, ai… Tô cada vez mais achando que esse menino vai nascer ‘antes’…”
E teve, então, uma noite dificílima. De Cecília tossindo muito. E eu ouvindo-a porque tossia mais ainda. Insônia. E porque precisava fazer mil xixis mais do que os muitos que já eram de praxe. E porque não conseguia me ajeitar na cama. Algo me incomodava muito. E não era só a tosse. Nem só a falta de ar pelo nariz ultra entupido. “Putz.. Parecem cólicas… Parecem contrações… É, são contrações. Ah, normal, Braxton-Hicks, minhas companheiras de sempre.” Será?

Quando chegou a manhã teve a consciência: “nossa, não dormi nada!”; “nossa, tive várias contrações.”
Sexta feira, dia de “mimimi” no meu grupo favorito do facebook. Fui lá e escrevi assim:
“38+4 semanas, um calor agradável de 35°, inchaço, caloooor, cansaço, gripe com tosse de cachorro morrendo e nariz totalmente entupido (eu e a filhota mais velha), pródromos dando as caras com força (essa noite várias contrações incômodas contribuíram pra insônia)
Enquanto isso eu tô aqui só implorando pro baby esperar pelo menos eu voltar a respirar pra poder nascer😖”

E completei depois:

“obrigada meninas! ❤️ (que, como sempre, vieram com palavras doces pra acalmar)

A gripe e o calor são o que mais tá pegando! A gravidez eu bem que queria que chegasse nas 40 semanas, que é pra minha mãe já estar por aqui e pra gripe ter passado!

Gente, PIOR coisa é ter contração no meio de uma crise de tosse! Fora que meu assoalho pélvico já não dá conta de tanta tosse com tanto peso… ”

Há!

Última foto do barrigón !

Continua….

Anúncios

“E pareceres contínuo “

E lá se foram os 6 primeiros meses dessa gravidez! Mas não se apressem, vocês foram enganados a vida inteira, a gestação humana dura 10 meses e eu ainda tenho uns 4 pela frente!! Hahaha

Mesmo assim, é incrível como está voando! E é mais incrível ainda como essa fase em que estamos agora é GOSTOSA!!

Acho que foi a fase que mais me marcou na gravidez da Cecília, porque eu tinha na memória que os 10 meses eram todos gostosos assim – sorte que além da memória eu tenho o meu Diário Gestacional pra me lembrar que também passei perrengues, incômodos e inseguranças, viu?! 

Essa segunda gravidez foi bem injustiçada por um tempo… Na primeira eu sentia enjôo e comemorava o bom funcionamento dos hormônios, nessa eu sentia enjôo (bem mais, diga-se de passagem) e morria de ódio dos mesmo tais hormônios…rs E o mesmo vale pro sono, pras roupas apertadas e pra balança subindo, pra falta de ar, pra dor nos peitos e etc. (acho que só os gases não foram mesmo nunca comemorados! Hahahaha)

Cheguei a pensar que era birra minha, que como assim tava tão ruim se eu não tinha tido nada disso na anterior? Aí eu fui ler e vi que sim, sim..eu tive! Só esqueci mesmo! rs

E mais ainda: aí o tempo foi passando e essas coisas todas foram sumindo ou ficando pequenas, perdendo a importância… E a barriga – e o bebê – foram crescendo e as partes boas foram ficando melhores que tudo!

Estou numa fase deliciosa de deitar e (ao invés de dormir…) ficar namorando a barriga, filmando os malabarismos do pequeno alien, fazendo carinho e esperando resposta…! Comecei finalmente a fazer caminhadas (no horário que a Cecília tá na escola) e tô super curtindo a nostalgia de todos os milhares de quilômetros caminhados lá em Santiago quando era minha Chinchila que morava aqui dentro – alem de estar aproveitando muitíssimo esses momentos de “eu só pra mim”!

To começando a pensar em roupinhas, em quarto, em arranjos da vida a 4 pra quando ele chegar… Minha mãe já tem até data pra vir! 🙂

E pra melhorar mais ainda essa relação gostosa entre eu e ele, tem ela, que consegue, claro, deixar tudo mais delicioso ainda:

  
Ela fala dele, canta pra ele, empresta coisas preciosas pra ele…e já tá começando a ficar ansiosa pra saber quando é que esse irmão vai terminar de crescer na barriga pra poder nascer logo! rs
Enfim, estamos aqui, contando o tempo, fazendo planos, lembrando e redescobrindo coisas… Esperando o que tem que ser esperado, porque afinal, um negócio que a gente aprendeu direitinho da outra vez é que do tempo dele, é ele quem sabe!
E falando nele e em tempo, já temos nome escolhido: “o que perdura, estável, durável, duradouro”

Dante!

“E a vida que ardia”

Vida que arde, na verdade.

E pulsa.

E vibra.

Com força.

Com amor.

Mais uma vez.

Uma, duas, três, quatro, cinco vezes.

Agora somos 5 lá em casa!

Sim, uma nova vida pulsa em mim!

Arde, com seus 161 bpm:
  
E cresce – muito!

(e me enche de um monte de sentimentos que eu venho contar depois..rs)

Hoje queria mesmo contar pra vocês do papai noel ímpar que andou nos visitando!  🙂
  

“Na tua presença” – 10 meses

(10 meses e um dia, né, porque eu atrasei a postagem…rs)

E nostalgia é a palavra do momento!

Trocando a fralda da Cecília ontem de manhã me lembrei que ela completava 10 meses de vida! 10!
Esse mês eu não percebi o dia 24 chegar, nem esperei ansiosa por ele, de forma que essa lembrança me atingiu em cheio! Não sei se porque entramos na casa dos dois dígitos ou se porque eu tava vendo ali na minha frente aquela bebéia enorme que conversava comigo toda descabelada e com a maior cara de sono do mundo – deliciosa, como de costume!rs

Em seguida fui tirar o pijama e ao olhar no espelho, além da magreza evidente (proveniente de 10 meses de amamentação intensiva e 6 meses de dieta restritiva) procurei em mim outra coisa… Procurei e encontrei aquela “bisnaguinha” logo abaixo do umbigo! Aquela prova de que essa delícia todinha de bebéia, há não tanto tempo assim, morava aqui dentro de mim! Ufa!
Dei uma namoradinha na pança, um cheiro bem gostoso no cangote da Cecília e engoli a lágrima que quis escorrer!

E, acho que é brinde da nostalgia, passei o dia dividida…
Comemorando o apetite que apareceu de repente, apetite de “menina grande”…; me impressionando com as equilibradas pra ficar em pé sozinha cada vez por mais tempo – e a carinha incrível de satisfação que sempre acompanha esse feito; me divertindo com os balbucios cada vez mais entendíveis – ela já pede água!!

E, ao mesmo tempo, pensando que não tô gostando da velocidade que o tempo resolveu assumir, não! Que absurdo! Não tô pronta pra ser mãe de menina e não de bebéia!
Pensando que apesar de poder desfrutar de praticamente cada minuto da vida dela, eu gostaria mesmo é que cada um deles demorasse, no mínimo, o dobro de tempo pra passar…

Os deixo, então, com a pergunta, na esperança de alguma resposta com a solução mágica:
#comofas ???
(Hahaha)

IMG_6990.JPG

"Chá-chá-chá"

Demorou porque elas tavam lá na Argentina, na máquina de uns amigos queridões que nos abandonaram e mudaram pra lá (rs), mas vieram esse feriado pra conhecer a Cecília! =)


Lucas organizou a festa de surpresa pra mim, contou com a ajuda dos nossos amigos pra garantir comilança (salgados e docinhos brasileiros!) e decoração…e eu caí que nem patinho!

Aliás, foi ridículo o fato de eu não ter me dado conta de que “alguma coisa estava acontecendo” antes e, especialmente quando eu cheguei no tal “aniversário da colega de trabalho” e comecei a ver de longe amigos nossos que não tinham nada a ver com a colega…
Só percebi que a festa era pra mim quando reparei que TODO MUNDO ali era amigo meu! hahahaha

Vamos às fotos?!

“Cecília” feito pela tia Carol (hoje tá na parede do quarto da pequena!!)


 

As lembrancinhas e uns docinhos


Doces!

Até bexiga com o nome dela eles encontraram!!!


Decoração


Ai, que saudades dessa barriga!!!

 As brincadeiras:

Fotos de alguns dos convidados bebês, pra gente adivinhar quem era quem

Acertar o tamanho da barriga (cortando um pedaço de fita)


Baby Bingo

Desembaralhar as letras e encontrar as palavras temáticas

Essa foi a diversão dos rapazes!

Mamadeiras cheias de cerveja, pra ver quem acabava de mamar primeiro!

hahahaha


Teve um caderno decorado com muito carinho, onde os convidados deixaram recados lindos pra Cecília!

E na hora de abrir os presentes eu tinha que adivinhar quem tinha dado..


E teve a presença desses amigos muito queridos, tios e tias muito babões, que fizeram a festa ser muito especial!!!



Tio Rubem
Tio André

Tio Duilio e Tia Yael

Tio Marcos e tia Constanza (que vieram da Argentina pra festa e organizaram as brincadeiras!!!)

Tio Fred e tia Camila

Tio Rapha e tia Aline

Tio Claudio e tia Carol

Tio Tomas e tia Emi

Tio Roberto e tia Isa (os anfitriões)

Vô Lalo e vó Nanci (que estrategicamente vieram no fim de semana da festa!)

Tia Montse 


 Aproveito pra agradecer à todos!!! A noite foi linda, foi especial, foi divertida!!! Sei que deu trabalho e dava pra sentir nos detalhes o carinho que vocês colocaram em tudo!!!
MUITO obrigada!!!!

"Querido Diário" 39s2d

Trinta e nove semanas. E dois dias.


E (posso falar sem parecer “izibida“?? rs) tô me sentindo muito melhor agora do que, por exemplo, na semana 37…

Azia praticamente sumiu, inchaços matinais também, dor na virilha também… maravilha, né, não?!
Ainda durmo a noite inteira sem problemas, abaixo e levanto quantas vezes precisar/quiser, me sinto bem e quando o cansaço bate, geralmente posso parar e até dormir um  pouco! rs
Meu cabelo e minha pele é que mudaram bastante nesse final…o cabelo tá (precisando de um corte! hahaha) mais cheio, parece..talvez mais grosso… e a pele mais oleosa, várias espinhas no rosto e bem menos necessidade de cremes, apesar da secura de sempre nos ares chilenos!
As contrações estão ficando mais frequentes e intensas..já até andamos brincando de contar os tempos/intervalos com um aplicativo do celular e acabei tirando uma noite de sono do marido, que acabou ficando muito ansioso! hahaha

Já chegou tudo que compramos que ainda faltava e agora tá tudo certinho! Quarto, roupas, detalhes, tudo!
Eu fiz as lembrancinhas da maternidade, o Lucas fez um mobile montessoriano, a tia Carol fez o nome da pequena… tudo simples, com a nossa cara e nossa inexperiência… mas incrível como eu tô gostando mais assim!!!

Também chegou nossa doula querida importada do Brasil!! rs

Cecília cumpriu o acordo e esperou a semana 39 pra equipe voltar de férias, fofa!
O médico voltou (ufa!) e tivemos consulta hoje – tá tudo lindo!
O único problema foi com a matrona… =/ A mãe da nossa matrona oficial morreu (enquanto ela tava de férias, coitada) e ela ficou bem mal…dizem que está isolada, fora de Santiago e sem previsão de volta pro trabalho… Temos que entender, né?!
Fiquei bem chateada com a notícia..queria muito a Pascale com a gente e ela fazia parte do meu plano de parto dos sonhos… Mesmo que eu soubesse antes que as coisas não vão sair exatamente conforme planejamos e pronto, foi duro ter que lidar com uma decepção assim, já antes da hora…
Maaas… como a Cecília vai ter que sair uma hora (rs), tive que fazer as pazes com essa nova realidade pra poder relaxar e permitir à minha filha uma vinda tranquila…
(tá, vai…confesso que ainda tô tentando engolir um pouco de birra da matrona nova…rs)


Apesar de todo mundo dizer que nessa altura a bebê deveria se mexer menos, porque tem menos espaço, Cecília contraria as regras e dança Macarena tranquilamente – o que faz com que, algumas vezes, minha pele doa de tão esticada que fica! rs Mas eu ainda me divirto e fico olhando que nem boba – aliás, agora tenho companhia, a Sil (a doula) fica comigo babando no balé-barrídico! hehehe

Temos conversado bastante sobre parto (o meu e o conceito/ato geral), plano de parto, desejos, vontades, medos…tem sido bem bacana! 

Continuo curiosa sobre como vai ser! Mas, juro, só sobre o como, tô beeeem tranquila sobre o quando!
A ansiedade não chegou!!! Não sei se porque me sinto informada (preparada?) e sei mais ou menos o que esperar, ou se porque está muito tranquilo “continuar grávida”, mas parei de fazer contagem regressiva, não fico mais pensando em prazos, probabilidades, etc…a verdade é que não me importa, não faz diferença…e a escolha é só da Cecília!!!
Já o resto TODO DO MUNDO tá super ansioso! Não paro de receber mensagens perguntando: algumas mais diretas (tipo: “e aí, alguma coisa??”, “nasceu??”) e outras disfarçadas de inocentes ( “tudo bem por aí???”) hahaha
Confesso que entendo, mas já começo a ficar meio irritada… acho que se eu tivesse uma pontinha pequena de ansiedade, essa pressão externa estaria me fazendo um mal danado e as pessoas parece que não percebem! E olha que ainda nem passamos da DPP! rs
Hay que esperar, no más…


Ah!! Essa semana tiramos pra conhecer pediatras! Na segunda fomos em uma e amanhã temos outro…
Os dois são antroposóficos e a impressão com a primeira foi bem boa!!! Quando decidirmos com qual vamos ficar venho contar melhor!

E acho que é isso… 
Hay que esperar, no más…
esperar…planejar…sonhar…


Barriga de domingo – baixou um monte, não dá pra negar!




"Querido Diário" – 38 semanas

A vida inteira achei que uma gravidez durava 38 semanas – 9 meses – por isso, por mais que agora eu tenha lido um monte e tenha super claro que ainda posso ter até quase um mês de barriga pela frente, tem um ladinho meu que se emociona com essa “marca” alcançada hoje: 38 semanas!

Os aplicativos que leio a cada domingo (na entrada de cada nova semana) também ajudaram: todos destacando o fato de que a partir de agora a bebê pode nascer a qualquer momento, todos enfatizando que a brincadeira está chegando ao final e todos descrevendo o que pode ser o começo do trabalho de parto.
É claro que eu já sabia de tudo isso, claro que já li milhares de linhas a respeito desse momento… mas agora que chegou minha vez de vivê-lo, acabei engolindo uma lagriminha (rs) porque emociona pensar que minha filha tá mesmo chegando e que logo me despedirei da barriga – que vai deixar saudades…



No domingo passado, completando 37 semanas, os incômodos ganharam mais força… percebi que em dias de mais esforço fico me sentindo mais pesada, com ainda mais dor na virilha, um pouco de dor nas costas, contrações mais doloridas, muito cansaço e falta de energia, as mãos acordando inchadas… isso sem falar no calor, que tá absurdo mesmo, mas que aparentemente eu sinto muito mais do que as outras pessoas…rs – até umas duas noites de sono ele conseguiu me roubar! Humpf!
Cheguei a achar que agora seria assim até o final: cada vez mais incômodos e cada vez mais fortes, mas aí descobri que se eu consigo descansar, isso tudo alivia bastante! E, por sorte, até que tenho conseguido!! Ufa!!


Parece que perdi o controle quase total do meu cérebro! Sabem o que é dizer uma frase e no segundo seguinte não saber o que se disse??? Tô assim! É terrível!!! E é provavelmente por isso que tô mais afastada de blog e redes sociais… Se não consigo falar, imagina escrever?!? rs



Conhecemos matrona e médico substitutos já… os dois são simpáticos e tal… mas continuo na contagem regressiva: mais 8 dias e os oficiais estão de volta!!
Aliás, Cecília ainda não tá encaixada e o povo que atendeu a gente esses dias tá ” beeemmm sussa”, todos dizendo que ainda teremos que esperar por ela! Melhor assim! rs


No fim de semana passado meu pai e a Patricia vieram nos visitar – visitar a barriga, na verdade..hahaha – e foi bem delícia! Muito papo, muita comilança, jogos, compras, presentes lindos…!!!  =)
(na hora de ir embora meu pai confessou que tinha alguma esperança de Cecília resolver nascer enquanto ele estava aqui!! hehehe)


Aliás, as pessoas tem me olhado agora como se eu fosse explodir a qualquer momento! rs
Saio pra passear com a Maní e os olhares vão sempre direto pra barriga e sempre acompanhados de expressões engraçadas!
Se eu faço careta ou reclamo de alguma dor (tipo porque chutei a roda do carrinho de supermercado! hahaha), o povo em volta já dá um pulo: “que foi?? Tudo bem??”
E eu achando graça disso tudo! hahaha

Assim eu nem acho tão grande…rs

Já assim….rs



A ansiedade ainda não bateu, juro!
(vou me considerar ansiosa quando começar a fazer xixi de madrugada com a luz acesa, pra garantir que não tem nada de diferente acontecendo, ou quando eu começar a controlar os tempos das contrações de treinamento que me acompanham intensamente há tanto tempo…rs)

Tô bem tranquila, na verdade… curiosa pra saber como o MEU trabalho de parto vai começar, como serão as dores, como eu lidarei com elas, etc…
Mas é só curiosidade…não é pressa, não é preocupação e, acima de tudo, não é medo!
Tô tão tranquila que às vezes (muito de vez em quando) me pergunto se não vou quebrar a cara quando descobrir que é tudo mais difícil do que eu tô esperando! hahaha


E, no mais, nos resta esperar…
Curtir o que ainda tem de gravidez, de barriga pulante, de vida a dois, de vida a três…
Esperar que Cecília esteja pronta pra vir pra esse mundo maluco pra que nossa nova aventura possa começar!!!

Quanto será que falta??? rs












"Querido Diário" 36s1d

Antes que o ano acabe com blog abandonado, né?! rs 

Tirei umas férias dessa vida de blog, mas aqui estamos, 36 semanas e 1 dia, tudo certinho!

Cecília tá super bem! Pulando, crescendo, virando e desvirando na barriga, me dando uns empurrões fortes (às vezes parece que ela quer abrir uma portinha e sair pela barriga mesmo! rs). Hoje fizemos um ultra-som (pra acompanhar o crescimento, por conta da diabetes gestacional) e a mocinha tá com 47, 7 cm e uns 2.800kg!!

Eu tô bem também! Não que a gravidez esteja sendo um paraíso puro, os sintomas chatinhos estão por aqui, mas acho que estou levando bem na boa! 
Azia quase todo dia, bastante falta de energia, os pés parece que começaram a querer inchar e definitivamente cresceram um pouco.. enfim, tudo isso que faz parte desse último mês, né!? 
Acho que no geral não tenho muito do que reclamar… e acho também que não ando reclamando demais (favor confirmar a informação com o pobre marido! hahaha)
Continuo dormindo super bem – preciso me cercar com uns 6 travesseiros (pra apoiar cabeça, barriga, costas, joelhos, braços, etc..rs) e por isso acabo passando bastante calor, mas durmo a noite toda na boa.. levanto umas 2 ou 3 vezes pra fazer xixi e volto a dormir sem problemas!
Não me sinto super pesada e nem enorme… na verdade me sinto bem menor do que as pessoas vêem e os espelhos e as fotos mostram! hahahaha


Foto do Natal – 35 semanas e 2 dias

A dieta continua certinha e a diabetes bem controlada (menos nas festas de fim de ano, porque, né?!rs). Os exercícios já se limitam aos passeios da Maní. Voltei a sentir a tal dor da relaxina na virilha. O calor tá de matar! (mas não tanto quanto no Brasil..rs)
E tô chorando mais que criança nos “terrible two”! Juro! Qualquer frustaçãozinha e a primeira reação é cair no choro, sabendo que é ridículo, mas sem conseguir controlar! hahahaha

Ontem montamos as malas da maternidade – maior emoção e frio na barriga!! Deu um nervosinho saber que falta pouco, deu uma pré-saudade da barriga e da gravidez que vai chegando ao fim, deu uma super vontade de ver uma bebéia dentro de tudo isso que guardamos na mala…!!!
Já colocamos o espelho no quarto e chegou o móvel que mandamos fazer (um trocador que depois vai se desmontar em 3 partes pequenas pro quarto montessoriano dela). Além disso também temos uma poltrona de amamentação delícia (presente!!), a bola de pilates pro trabalho de parto, a almofada de amamentação, enfim… falta bem pouquinha coisa pra não faltar mais nada!

Médico e matrona saíram de férias esse fim de semana… =/
Na sexta feira vamos conhecer a matrona substituta e na outra semana o médico subst. A partir de agora tenho consulta toda semana, mas intercalando, uma com o médico e uma com a matrona, o que na prática significará 1 consulta com o médico substituto e duas com a matrona…
Não preciso nem dizer que continuo na torcida pra Cecília esperar nossa equipe querida voltar de férias, né?! rs
Fomos conhecer a maternidade e tal Sala de Parto Integral. É bem bacana, espaçosa, oferece um monte de opções de movimento e posicionamento pro trabalho de parto e pro parto em si!
Também terminamos nosso plano de parto e apresentamos pra matrona e médico (os oficiais, falta apresentar pros substitutos), eles disseram que tá ok, que é assim mesmo que eles pretendem! =)
Aliás, outro momento emocionante esse: planejar e escrever, linha por linha das 3 páginas (rs), como a gente imagina e deseja que seja o momento tão importante do nascimento da nossa filha!! E melhor ainda porque me sinto super tranquila e segura com relação à equipe que (ojalá) vai nos acompanhar!

Enfim, estamos num momento meio confuso de esperar, mas meio sem querer… Ou seja, agora nos resta esperar a Cecília nascer, mas não quero que ela nasça antes das 39 semanas, ok?! hahahaha
Acho que por isso ainda não bateu uma super ansiedade, sabe?! Fico repetindo pra mim e pra ela: “mais 3 semaninhas…mais 3 semaninhas, pelo menos…”

E falando nisso, a matemática da coisa está assim:

– 2 semanas do prazo de “agora ela já pode nascer”
– 3 semanas pra quando eu gostaria que ela nascesse
– 4 semanas pra vovó chegar pro nascimento
– 5 semanas pra quando o Lucas JURA que ela VAI nascer
– 6 semanas de prazo máximo pra nascer de verdade


Ui!!! Fala se não dá muito frio na barriga?!?! rsrs



Ah… Não tô muito no clima de Festas de Fim de Ano esse ano, por isso não vai sair nenhum texto inspirado sobre o assunto…rs

Mas não tenho dúvidas de que, por aqui, 2014 será um ano incrível, memorável, de muito crescimento, muito aprendizado, muito chororô, muitas alegrias, muitas conquistas e de amores sem tamanho…!!!
E desejo tudo isso pra vocês também!!! 
Que  em “un año más”, 2014 seja um ano que valeu muito a pena!!!


Beijos com carinho aos meus queridos, curiosos e pacientes – os de sempre e os que foram chegando em 2013! 😉

"Querido Diário" – 32 semanas


Novo dia, nova semana, novo mês… merece post novo, né?! rs


De novo atrasei pra vir contar “as últimas” da gravidez e vai acabar tudo resumido nesse post longo… =( Vamos lá!

No dia 18/11 começamos o curso com a matrona! E o negócio é tão bom, mas tão bom, que várias vezes durante a primeira aula meu olho enchia de lágrima (já falei que virei chorona??? hahaha) de emoção por estar ouvindo aquilo! 
A Pascale (que é quem dá o curso e será minha matrona!!!) é tipo a personificação de TUDO que venho lendo, aprendendo e desejando pro meu parto!!! Juro!! É lindo!! rs
Saí de lá me sentindo tranquila e “encontrada”…foi um alívio sem tamanho encontrar aqui no Chile e, melhor, na minha equipe, essa mentalidade super humanizada que busco pro meu parto!!!
Fora que é bem divertido conhecer outros casais grávidos e tão diferentes.. uns super “ativistas” e outros que passam a aula com cara de pânico e quase choram quando ouvem falar de contração..rsrs

*********

A diabete tá super controladinha! Tanto que médico e nutricionista me liberaram um pouco: a nutri aumentou um pouco a quantidade de carboidratos no almoço e na janta e o médico mudou minhas medições de glicemia de 3 pra só 1 vez por dia! =)
Até agora todas as medições estiveram bem abaixo do permitido! Quer dizer, só tive uma um tiquinho acima do que devia, mas foi por um ótimo motivo.. já já eu conto!rs

**********

Os sintomas chatinhos estão começando a dar as caras… 
Agora tenho um tempo máximo que consigo ficar sentada (em cadeira, carro, etc..só meu sofá se salva!).. por exemplo, um almoço num restaurante – contando caminho até lá, tempo de escolher, pedir, comer, conta, etc já tá beirando meu limite do suportável..se a coisa estender pra um bate papo, já não consigo! Começa a doer minha bunda, depois minhas pernas, depois minhas costas… Aí vai me dando mau humor e preciso sair correndo antes que vire abóbora, sabe como?? rsrs
Essa semana estive MUITO cansada! Tudo que eu começava a fazer só aguentava tranquila por uns 5 minutos, aí já batia um quase desespero pra parar, sentar e descansar… tudo! Passeio com a Maní, pilates, janta, até banho…rs
Também essa semana comecei a ter azia no final do dia (antes do jantar) e a acordar com dor nas costas (acho que preciso rever minha posição de dormir…)

***********

Cecília tá “meio” apertadinha aqui dentro…sinto seus movimentos com muito mais força e intensidade agora!! E em momentos que não sentia antes, como quando estou fazendo caminhada…
Essa força toda às vezes incomoda, confesso, mas ainda não comecei a sentir os tais chutes doloridos na costela! Aliás, dizem as (más?) línguas que minha barriga tá super baixa e que a essa altura não deve subir mais, então é possível que eu nem venham a sentir tais dores… Veremos!

*************

Na semana passada recebi a visita mega especial dos meus pais!! Eles vieram passar 4 dias aqui com a gente só pra ver e paparicar a barriga! E foi exatamente o que a gente fez! Nada de turismo, quase nada de passeio… só ficar juntinho, conversar muito, matar a saudade, mimar muito a Gabi (hahaha)… Foi gostoso DEMAIS!!! Pena que passa tão rápido!
Ah! Ano passado eles vieram com a mala carregada de guloseimas pra mim, já esse ano vieram cheios de presentes pra Cecília (e uns pra mim tb…hehehe)

Abraço bom com jeito de colo!

Maní felizona com a chegada deles!
Caras inchadas de despedida!



Maní triste porque eles tavam indo…

*************


E no meio desses dias de visita o Lucas e uns amigos organizaram nosso Baby Shower!
TOTAL e ABSOLUTAMENTE SURPRESA!!!
Se o Lucas já é ótimo em me fazer surpresas normalmente, imagina com a cabeça lerda de grávida aqui?!?! hahaha
Foi muito legal, muito lindo e não desconfiei nem por um milisegundo de nada!!! Não preciso nem tentar descrever a emoção, né?!
(Quando estiver com as fotos faço um post só do chá, porque merece!!!)
Ah! Claro que foi no dia seguinte ao chá que minha glicemia saiu alteradinha, né?! Não seria justo me controlar e ficar sem brigadeiro, beijinho, coxinha, bolinha de queijo….rs Mas juro que não abusei! Só não passei vontade!

************

Sexta foi embora a cama de visitas que ainda habitava o já quarto da Cecília – e aí começamos os preparativos!!!

Adesivo de parede colocado!


Armário só com as coisas dela!!


Ficou tão lindo o adesivo que todo vez que passo pela porta do quarto paro um pouquinho e dou uma babada! Tô apaixonada!! hehehe

*********

E pra terminar, hoje completamos 32 semanas!

Foto de hoje


E agora tô oficialmente no período de “falta pouco, mas ainda falta taaaanto!!!” rsrsrs
32 semanas significam que ela pode nascer entre 6 e 10 semanas de agora! E, gente, 6 semanas é muito pouco, né, não?!? hahaha
Mas na verdade já combinei com ela: Cecília só pode nascer a partir das 39 semanas, porque antes disso meu médico e minha matrona (dos sonhos!) estarão de férias! Por isso, nada de pressa!! rs

Essa semana temos consulta com o médico, aí volto pra contar! 😉

Beijos em todos!!

"Eu quero, mas não posso…"

Não preciso escrever com todas as letras pra vcs entenderem que tô adorando essa história de estar grávida, né?!
Pois é… é uma delícia, é mágico, é surreal, é lindo…mas também é longo, minha gente!

9 meses é tempo pra caramba… já pensaram nisso?? rs

E a verdade é que ao mesmo tempo que tô curtindo muito, não vejo a hora de acabar – e não é só pela vontade de ter a Cecília nos braços, não… é porque tem um montão de coisas sendo adiadas, ficando pra “depois que a Cecília nascer” e a lista “de afazeres” não pára de aumentar!

O primeiro item da lista foi minha próxima tatuagem… ela foi concebida (idéia, desenho, lugar do corpo…) praticamente junto com a Cecília (rs), e aí, quando vi, já não dava mais tempo de fazer…

O segundo foi o sushi… e esse, já falei, vou pedir delivery ainda na maternidade!!! hahaha

Aí ainda tem:
– voltar pra Cancun – pra poder mergulhar naquela água incrível (quando será que vou conseguir, hein?!?!)
– Voltar a correr – já sonhei tantas vezes durante a gestação que saía pra caminhadinha chatinha de todo dia e de repente me percebia correndo e amava a sensação…rs
– ir passar o natal no Brasil (rsrs)
– poder parar de passar tanto creme no corpo..
E etc, etc, etc…

Aí começaram as histórias de dietas e nem preciso dizer em qual direção caminhou a lista, né?! hahaha

Quero pão doce caseiro, quero rabanada, quero bolo de prestígio (esse já planejei pedir pra minha mãe fazer assim que voltarmos da maternidade também! hehehe), quero torta salgada, quero bolo gelado de côco, quero biscoito de sequilhos, quero pavê…. enfim, tudo coisa que eu faço em casa, mas nas atuais circunstâncias acho cruel demais fazer uma receita inteira e só poder comer um pedacico de nada! 

Então vou adiando…deixando pra daqui a pouco… morrendo de água na boca…sonhando com todas essas vontades…

Espero que o “daqui a pouco” chegue logo pra eu poder ir correndo resolver esses problemas todos! rs


*
*
*
*
*



Mas, filha, ignora sua mãe e fica bem tranquila aí no forninho, terminando de assar até estar no ponto, ok?! 
Depois a mamãe se preocupa em cozinhar e/ou assar todo esse resto!! hehehe


30 semanas já!!! Falta mesmo pouco…