“De coisas naturais”

Prestes a completar um ano inteiro de chegada a São Paulo, tomada por reflexões sobre esse retorno com tanta cara de novo começo e sobre o longo caminho que tem sido a adaptação aqui, hoje fiz uma pausa.

Hoje olhei pra trás e fiz a homenagem, já há tanto planejada, para os dois anos que vivemos na Espanha:

Lá eu entendi que a vida é feita de ciclos, dentro e fora. Inverno, Primavera, Verão e Outono. Dentro e fora.

De começo, meio e fim. E (re) começo.

Quantos forem necessários.

Lá eu me apaixonei pelas roseiras com que cada primavera me presenteava, me diverti com a pouca neve e o muito frio dos longos invernos, reforcei meu amor pelo outono com seu céu de azul tão profundo e aprendi a me deliciar com as cerejas maravilhosas daqueles verões que beiravam o insuportável! rs

Aprendi a viver cada temporada com intensidade e a esperar sempre ansiosa pela próxima.

Dentro e fora.

O inverno pra se guardar, a primavera pra florescer, o verão pra se derreter e o outono pra se preparar.

Dentro e fora.

Experiências.

Ciclos.

Paixões.

Saudades e ansiedades.

O novo, o velho, o de novo.

Over and over and over…

.

.

.

.

Anúncios

“You’re shaking my confidence daily”

Então que no dia 24/01 dona Chinchila completou 4 aninhos de vida!

E eu que fiquei esperando o texto perfeito chegar, acabei não escrevendo nada…

Tá delicioso DEMAIS acompanhar a minha menina se tornar cada dia mais menina!

Ela tá tão crescida, tão moça… parceira, conversadeira, boa de papo, solta, cheia de amigos e amigas, suas relações próprias, externas a nós, nos fazendo babar com sua imaginação admirável, adorando nos ajudar em tudo e ser a irmã mais velha!

Mas ainda tem seus momentos de oscilação e de vontade de voltar a ser a bebê da casa… aí haja manha, haja bagunça pra conseguir nossa atenção… e haja paciência, né?!

Os 3 anos foram bem difíceis por aqui! Foi uma fase de muita mudança – das mais concretas até as mais subjetivas – e, claro, ela sentiu e expressou!

E eu também! rs

Os 4 anos chegam com cada vez menos dessas oscilações aí de cima, cada dia um pouquinho mais fácil que o anterior… e eu me pego voltando a babar muito nas deliciosidades dela! Ufa!! Que gostoso também esse reencontro!!

Te amo tanto, tanto minha bichinha! Feliz aniversário por escrito atrasado!

Que você continue deliciosa e terrível! E que precise e queira os meus abraços pra dormir melhor por muuuuuuitooooo tempo ainda!

“Deixar o teu amor crescer e ser muito tranquilo” – 18 meses

Filho:

Ontem você completou 1 ano e meio de vida aqui fora!

E nesses últimos tempos você anda tão crescido! Chegou na fase de buscar (e às vezes exigir! rs) autonomia: quer se trocar sozinho, comer sozinho, se lavar, tomar água e o que mais puder fazer sem ajuda!

Tem sido tão delicioso acompanhar!!

Aliás, assim como aconteceu com a Cecília, meio sem perceber estou parando de te chamar (tanto! hehehe) de “meu bebê”, como sempre chamei… aos meus olhos – e seus ouvidos – você tem se tornado o “Seu Menininho”.

E ao mesmo tempo que o coração aperta de saudade prévia e o pulmão suspira num certo alívio, o cérebro fica perdido, sem saber o que pensar desse tempo ma-lu-co que tá voando demais!

Você, Meu Menino, tá ficando bravo, mas continua me ensinando TANTO sobre leveza que eu só posso mesmo observar e aprender! Com seu sorriso tão fácil e presente, seu abraço apertado acompanhado de tapinha nas costas, sua mãozinha pronta pra cumprimentar entusiasmada qualquer um que te olhe… essa simpatia tão enorme e tão sua! São verdadeiras lições pra todos aqui de casa!

Que honra poder ser sua aprendiz, filho! Obrigada!

E que flutuemos juntos infinitamente, meu amor! ❤

 

18 meses

O melhor garoto propaganda que essa empresa já viu! rs

 

“Brilhar, brilhar, acontecer, brilhar”

 Hoje meu pocaria faz UM ANINHO!!!!

Hoje faz um ano que eu derreti de calor e um segundo depois tremi de frio – e que tremi de medo e derreti de amor!

 Que dancei até minhas pernas pedirem água – literalmente. 

Que precisei chorar de medo para poder, enfim, chorar de felicidade.

Que gargalhei ao sentir minha força doer em forma de expulsivo. 
Um ano que, mesmo com medo, me entreguei completamente a você.

Hoje faz um ano que você chegou e eu conheci a intensidade absurda do amor mais leve que já vivi!!!! 

Obrigada por isso tudo, gostosura meu!!! Feliz primeiro aniversário, bebê delícia!!!

“Deixar o teu amor crescer e ser muito tranquilo” – 11 meses

Então que aquele ratinho magrelo não para de crescer, o tempo não para de correr e a vida não tá dando muita pausa pra respiros e observações por aqui.

E é assim que hoje comemoramos 11 meses do “Meu Pocaria” com a gente nesse mundão!

Não, você não leu errado! 11 meses! Sim, sim…quase um ano! 

E acho que não tô sabendo ainda lidar com isso… hahaha

Vem acontecendo desde a chegada dele: parece que eu não vejo o tempo passar, de repente sou atropelada pela percepção de que ele já não é recém-nascido, ou que já senta, já come, já quase anda, fala umas coisinhas… 

Deve ser uma forma de negação, não é possível! Hahahaha

Mas não dá adianta negar, logo menos ele – ou a Cecília por ele – estará apagando suas primeiras velinhas! 

Meu menino figura! Fofolento até não poder mais! Meu menino sorriso! Meu pequeno emanador de amor e paz! Meu coisinho que demorou meeeeses pra entrar na tal angústia de separação, meeeeeses sendo um pequeno Buda de pura tranquilidade, que agora fica bravo, briga, reclama, grita…Que é claríssimo ao demonstrar o que quer e o que não quer!

Tá aqui, todo grandão… mas também todo bebê chamego apaixonante, como sempre!

Há 11 meses:

E, olha, não querendo me justificar, mas…. rsrs 

Se eu tivesse escrito o post de 10 meses na data certa estaria escrevendo sobre um bebê, se tivesse escrito uma semana depois, já seria outro! Aí como atrasei, me perdi um pouco do que pretendia escrever e o negócio acabou que não saiu..rs

Mas teve registro dos 10 meses, sim:


Fui rever essas fotos hoje pra postar e morri de rir com esse cabelo re-dí-cu-lo alisado e descolorido… super garoto-surfista! Hahahaha

E deixa eu aproveitar o post pagador de dívidas pra contar uma das novidades prometidas num longíquo texto:

Mudamos outra vez! Com muitas lágrimas e de coração apertado e repleto, deixamos a Espanha e voltamos pra São Paulo! Muito felizes com a decisão também!

Faz menos de uma semana que estamos por aqui, a vida tá uma bagunça enorme e cheia de pendências, mas logo venho contar melhor essa história!

Por hoje é isso…

Beijos!

“Deixar o seu amor crescer e ser muito tranquilo” – 9 meses

Dante,

 

Sempre ouvi por aí do medo que as mães têm, em uma segunda gravidez, de não amar o segundo bebê como já amam ao primeiro filho…
Mas quero te contar: nunca tive esse medo, meu amor!

E olha que eu vivi meses de muitos medos enquanto te esperava.. Muitos mesmo! Alguns tolos, outros, descobri depois, justificados, alguns bem assustadores…

Mas, sei lá, eu sempre soube que te amaria um tantão!
Eu já conhecia o amor materno, já o vivenciava com força todos os dias, já conhecia todos os seus lados (mesmo os menos bonitos), então eu sabia que quando você chegasse meu coração seria seu também!

O que eu não sabia, filho, é que era você que ia chegar…
Você, pessoinha do riso mais fácil do mundo, do olhar mais doce, do abraço mais apertado, da presença mais amável, do espírito aventureiro, bagunceiro, tranquilo, gostooooso que só ..!

Eu sabia que te amaria, filho, mas antes de te conhecer eu juro que não sabia que seria completamente louca e apaixonada por você!

E agora que você já está mais tempo no mundo aqui fora do que esteve aqui dentro de mim, sou grata, meu delício, por ter vindo você! Sou grata por você ser você!
Obrigada!!!

 

9 meses

(sem querer, com a mesma roupa do mês passado…ops!)

 

Te amo, porcaria!

 

17191841_10158205129950214_5020256407260248748_o

38 semanas + 4 dias dentro e fora

 

 

“Deixar o seu amor crescer e ser muito tranquilo” – 8 meses

8 meses do meu bombomzinho delicioso!!!

Meu explorador, bagunceiro, chameguento, esfomeado, risonho, doce até o último fio de cabelo!!!

8 meses!
Que sorte a nossa ele ter vindo pra transformar e completar tudo por aqui! 

Não canso de repetir: que sorte a nossa!!!!


E falando em sorte, devo ter nascido com um trevo de  4 folhas tatuado no braço, porque, olha…

“Uma luz, uma certa magia”

Filha, anota aí: o amor faz mágica!
Vou te contar:

Ao final de 5 deliciosas semanas no Brasil, tinha chegado o dia de voltarmos pra casa. Mas depois de toda a trabalheira de malas, aeroporto, despedidas doídas, perrengue no raio x… por uma dificuldade burocrática não conseguimos embarcar no avião. Perdemos o voo e “ganhamos” mais uma semana por aqui.

Apesar do cansaço e da saudade – especialmente do papai, que já estava por lá nos esperando ansioso – logo nos demos conta de que esse atraso significaria que você passaria seu aniversário no Brasil.
E foi aí, filha, que a mágica aconteceu!

Uma porção de cabeças, mãos e corações começaram a trabalhar (muito!) e em aproximadamente 30h a Elza, nossa rainha do gelo, ganhou uma festa LIN-DA …… do Toy Story! rsrs
Foi emocionante ver as pessoas que te amam tanto se desdobrando pra fazer acontecer a coisa mais linda desse mundo: sua felicidade!

E, olha, conseguimos, viu?! Porque você estava TÃO feliz no seu “parabéns de Toy Stor” que meus olhos marejaram um monte de vezes com suas gargalhadas escandalosas e seus sorrisos profundos!!!

Agora me diz, em 30h fazer acontecer uma festa dessas, é ou não é mágica?! É ou não é a materialização desse tantão de amor e de saudades que esse povo tem por você?!

Não tenha nunca dúvidas, Cecília: é!!! (só uma das formas de prova ematerialização 😉)

Eu nunca vou terminar de agradecer essa ajuda toda, essa empolgação, essa dedicação, todas as presenças, as vontades, as ideias compradas e dadas, a disposição, o trabalho, a tentativa de enganar um tiquinho a falta que seu pai fez nesse dia especial, enfim…
Então, filha, quando você ler isso aqui, corre e agradece a eles mais um pouquinho, tá?!

Eles merecem os agradecimentos tanto quanto você mereceu a festa!
Você, minha pequena, que nos traz tanta luz, tanto riso, tanta cor, TANTO amor! Você merece toda a alegria que couber aí! 

Feliz aniversário, meu amor!! Nesses seus 3 anos quero escutar muito, todos os dias, as risadas deliciosas que você tanto deu hoje!
Olha só quanta lindeza:

“Deixar o seu amor crescer e ser muito tranquilo” – 5 meses

(Quase 5 e meio já, mas abafa o caso! rs)
Que coisa mais incrível que foi essa saída do salto dos 4 meses, gente!! De um dia pro outro o Dante mudou muito, cresceu muito…Meu menino parece que “acordou pro mundo”!!!!
Agora ele olha em volta e vê tudo com o maior entusiasmo, com a maior vontade de agarrar tudo, como se tudo fosse a novidade mais legal que ele já viu na vida!! (e a maioria provavelmente é, né?! Hehehe)

As mãozinhas estão sempre prontas, sempre tentando grudar no que aparece pela frente!


E a boca sempre curiosa pra descobrir mais sobre aquilo que os olhos veem e as mãos seguram

Haja braços pra aguentar ele se jogando pra todos os lados, com toda a força e determinação que vem descobrindo e demonstrando a cada dia!
E eu tô aqui aprendendo que o bebê gostosura e tranquilidade também é cheio de quereres, de desejos e de coragem! Tranquila e gostosamente determinado a conseguir o que quer! Hehehe

Feliz 5 meses, meu amor!!!

Desejo que você não perca nunca essa vontade passional de provar a vida! 

(mamãe estará aqui ajudando com o discernimento e a responsabilidade do que pode e do que não pode ser provado! Hahahaha)
ps.: alguém aí reconhece esse macacão?!? 😉