"Querido Diário" – 6s3d

“Declaro aberta a temporada dos xixis noturnos!
Ou melhor, dos muitos xixis  noturnos… porque fazer xixi toda noite eu sempre fiz, mas levantar quatro vezes – sim, 4! – de madrugada é mancada! E olha que é só a 6ª semaninha!! rs

Por um lado é bonito isso de o corpo já estar me preparando para as noites em claro que significam ser mãe de bebê… e você pode pensar: “não compara! por enquanto é só levantar zumbi, ir até  banheiro e voltar a dormir em seguida”…

Sim, eu também pensava assim, tolinha… mas não!

É assim: levantar, ir até o banheiro zumbi, fazer xixi e acordar por ali! Me limpar, voltar pra cama e deitar. Aí o sono fugiu…mas eu sei que o melhor jeito de voltar a dormir é deitar de bruços, então deito. Mas o peito dói assim e tenho que mudar de posição. Ok, mudo. Aí o peito começa a coçar (???). Aí eu coço. Aí me ajeito de novo. Aí deu sede e tenho que me inclinar pra alcançar a água. Bebo só um pouquinho tentando evitar a próxima ida ao banheiro. Aí deito e quase consigo dormir. Mas aí noto que essa movimentação toda deu um pouco de enjôo. Aí ajusto o travesseiro pra que fique mais alto e ajude um pouco… mais uns minutos de incômodos mil, pensamentos aleatórios diversos e enfim volto a dormir tranquilamente – mas sempre com meus sonhos bizarros de sempre, claro!!!!

Durmo por mais umas duas horas, quando minha bexiga me acorda de novo e tudo aí em cima se repete…

Agradável, né não?! rsrs”


(05/06/13 – 4ª feira – 6s3d)


ps.: meninas, o blogger tá “engolindo” alguns comentários… aconteceu duas vezes: recebo o comentário por email e quando venho responder, ele não está aqui no blog.. 😦
vou tentar descobrir o motivo e resolver…

Anúncios

"Vida veio e me levou"

Uma noite dessas eu disse pro Lucas: “tô me sentindo uma velha! Gases, refluxo, milhões de xixis, sono infinito, intercalado só por comida…” e ele respondeu: “uma velha ou um bebê, né?!” hehehe
Fiquei pensando nisso… 
Muito se fala nas similaridades de nossos corpos no começo e no final de nossas vidas, de como acabamos voltando às “origens” no que tange nosso funcionamento fisiológico, que se torna “evento principal” enquanto o lado cognitivo tem pouco espaço na briga…

Pois bem, me ocorreu que na gravidez a gente passa um pouco por isso também: parece que falta sangue no cérebro (a famosa “burrice gravídica”! hahaha) e nosso corpo meio que vira um monstrinho exigente que tem que ter todas as necessidades atendidas na hora exata em que elas aparecem!

No mínimo curioso pensar que, no fundo, a gravidez é mesmo um começo e um final de vida ao mesmo tempo. 
Porque enquanto no nosso “forno” tem um serzinho novo sendo fabricado quase do zero, se preparando para o mundo e para a vida, dentro de nós também há uma mãe sendo gestada, uma mãe que ocupará o lugar dessa outro “eu” que éramos até então, ou melhor, que somos até o momento em que nos reconhecemos novas na nova vida que recém saída de nós!

"Querido Diário" – 6s1d

“Daí que eu não sinto mais calor…sinto uma onda de náusea que me faz perceber que estou muito quente…
Não sinto mais fome, sinto de repente um buraco absurdo no estômago e uma necessidade de comer imediatamente!!!

Na verdade, isso já tá até mudando… tenho me sentido cada vez enjoada por mais tempo e cada dia com um pouquinho mais de intensidade…


Não são sintomas agradáveis, mas são sinais de que as coisas aqui dentro estão funcionando a mil, por isso comemoro um pouco cada vez que sinto algo e prometi não reclamar de nada disso – vamos ver se continuo assim se/quando começar a vomitar…rs


Voltamos ontem do Brasil, já de notícia dada para os principais!

Levamos a “foto” do ultrassom e fomos contando assim… foi bem bacana!

Vó Rejane ficou super emocionada, Vó Nanci (que tava almoçando) engasgou feio (hahaha), Vô Lalo e Vô Vagner engoliram umas lágrimas….!

Os amigos todos ficaram muito emocionados, mas o tio Fabian tá todo bobo, muito engraçado de ver!!

Já recebemos paparicos, carinhos na barriga, mais presentinhos….tudo uma delícia!!!



Eu já quase não esqueço que estou grávida (rs) e tenho achado tudo muito lindo!

Fico ainda apreensiva cada vez que sinto uma cóliquinha, mas já estou bem mais calma…
Me sinto mais conectada com meu corpo…posso perceber as nuances de cada coisinha que sinto na barriga… diferenciar pontadas, fisgadas, cólicas… mas, na maioria das vezes, é tudo gases mesmo…hahaha (aliás, haja gases, viu…rs)


Lá no Brasil andaram dizendo que o bebê é menino…

Eu ainda não arrisco palpite – como já disse, intuição não é meu forte!

Mas outro dia, um pouquinho antes de ir viajar, eu e a Maní estávamos dançando (rs)  e começou a tocar uma música especial…nós duas ficamos abraçadinhas, dançando pelo quarto, cantando com o coração quentinho e os olhos cheios de lágrima (os meus, no caso..rs), cantando pra irmãzinha que vai chegar (pq serve pro irmãozinho tb, a gente sabe…)


(03/06/13 – segunda-feira – 6s1d)”

"Querido Diário" – 5s3d

“Hoje tivemos a primeira consulta do pré natal.
O médico nos confirmou que o alto número no exame e os sintomas mais fortes são bons sinais, sinal de que “algo cresce forte aí dentro”!

Aproveitou e fez um ultra-som… ainda é cedo, 5 semaninhas, não deu pra ver grandes coisas, mas estava lá a bolinha, o saco gestacional, a prova de que o bebê existe, que é só um (rs) e que está implantado direitinho, no lugar certo! Só boas notícias!

Tiramos algumas dúvidas (claro que esqueci de tirar algumas…), Lucas exigiu que eu procurasse uma nutricionista (rs), o médico pediu alguns exames e deu recomendações. Temos que voltar lá em duas semanas, pra ver os resultados e repetir o ultra-som, dessa vez pra ver bebê, coraçãozinho batendo e tudo mais que tivermos direito!!!

A palavra do dia é “Ojalá”rs!!!


Hoje pegaremos o avião e vamos visitar bem rapidinho famílias e amigos no Brasil, e aproveitar pra dar a notícia pessoalmente…lágrimas rolarão! hahhaa”


(29/05/2013 – 4ª – 5s3d)

"Querido Diário" – 5s1d

Da “descoberta”:

“Hoje a gente confirmou o que eu já sabia. Mas assim, cientificamente comprovado, é muuuitooo melhor!!!

Sabendo que hoje faria os exames (de farmácia e de sangue) fui dormir pedindo duas coisinhas: que a segunda listrinha do teste de farmácia aparecesse rápido e com força (sem espaço pra dúvidas, como da última vez) e que o resultado do beta fosse bem altão…! Dormi super agitada…sonhei que fiz o teste e deu negativo, sonhei que menstruava, etc, etc, etc…


Mas o dia foi bem tranquilo e, felizmente, as duas coisas que pedi aconteceram!!!!

A segunda listra do palitinho já começou a aparecer fraquinha junto com a primeira, logo nos primeiros segundos, e quando deu o tempo certo estava lá, toda gritante, mais escura e mais grossa do que a de controle… parecia até foto da embalagem, maior orgulho do meu xixi!!! hahaha
No começo da noite pegamos o resultado do beta e, de novo, sucesso: 3.561!!! (não tem como não comparar com o da gestação anterior, que estava em 300 e pouco..)

Também agora a noite comecei a sentir um pouquinho de cólica…sei que é normal nas primeiras semanas, mas tb não consigo não ficar preocupada – questão de (má) experiência, né?!

fecho os olhos e repito: “é normal, não é nada, vai ficar tudo bem!!!” em ritmo de mantra…

Resolvemos aproveitar que em dois dias vamos pro Brasil pra dar a notícia (só pra família próxima) pessoalmente!!! (Lucas fica fazendo bulling pq minha mãe é a última que vai saber…hahaha)


Mandei o beta pro médico por email e estou esperando ele me dizer pra quando marco o ultrassom – que é com ele e já conta também como primeira consulta!”


(27/05 – 2ª – 5s1d)

"Querido Diário" – 1

Hoje começo a postar os vários mini textos que fui escrevendo ao longo desse últimos mês e que estavam aqui guardados nos rascunhos.
Eles são meio desconexos, honestos, íntimos, bastante emocionais e sensoriais e, mais do que tudo, fazem parte do meu “diário gestacional”!
Farei deles a série “Querido Diário” e vou aos poucos postando na ordem em que escrevi, até chegar ao tempo corrente, ok?!

Esse primeiro foi escrito alguns dias antes do atraso da menstruação – e muitos dias antes do teste, porque tínhamos aqui um acordo de esperar pelo menos uma semana de atraso antes de testar…rs

“Como faz para diferenciar intuição de desejo???

Tá muito louco esse meu final de ciclo… ao mesmo tempo que comecei a sentir enjôos e uma dorzinha/pontadinha/fisgadinha na barriga há mais de uma semana (o que me deixa achando que pode ser gravidez) às vezes sinto uma coliquinha e acho que é sinal da menstruação chegando…


No fim de semana passado tinha quase certeza de que estava (estou?) grávida – baseado em que, Gabriela, minha querida???

Depois, durante a semana, a certeza foi dando lugar à dúvida e depois à certeza inversa…
Agora volta a dúvida e junto com ela volta o desejo!

Minha menstruação (que ainda não tenho como saber se está regulada ou não pós aborto) pode vir entre dia 21 e dia 25 o que, na prática, significam 5 dias de muita ansiedade! rs


Mês passado, primeiro ciclo pós aborto, eu não tinha como saber quando menstruaria. E pra ajudar fomos pro Atacama onde (por causa da altitude e das muitas horas na van) eu sempre me sentia um pouco enjoadinha, deixando o casal confuso e na expectativa… essa sintoma passou quando voltamos pra Santiago e embora eu não tivesse idéia do que aconteceria nos próximos dias, alguma coisa em mim começou a torcer pra que eu não estivesse grávida ainda…

Sentia que não estava preparada, que seria uma gravidez regada muito mais a medo do que curtição, que ainda seria muito pesado.
É claro que eu sabia que se fosse gravidez, seria amplamente comemorada e cuidada e amada. Mas alguma coisa em mim sabia que eu não estava pronta e ficou muito aliviada quando, 35 dias depois do aborto, eu menstruei.

Dessa vez é diferente. A certeza do fim de semana passado veio com uma onda de calmaria, de tranquilidade, de alívio…


É claro que nenhuma próxima gravidez será tão tranquila como a primeira – agora eu sempre saberei o tamanho do amor e o consequente tamanho da dor da perda.


Mas agora eu sinto que estou pronta – não porque eu não terei medos – mas porque sei que estou pronta pra amar, acima de tudo amar, mais do que temer, amar. E sei da importância que isso tem!


Por isso filho(a), se você já estiver aí dentro, segura firme que a gente logo se descobre e se conhece!

Se você ainda não está, saiba que já pode vir! Mamãe está pronta pra você!!! E seu pai…seu pai sempre esteve!!!

(19/05/2013 – domingo – dia 29 do ciclo)”

"Meu coração bate feliz"

E eu sei exatamente o porquê!

Ele bate feliz porque o seu bate forte! Porque o seu bate lindo e barulhento! Bate cheio de vida! E bate aqui, dentro de mim!!!!!


7 semanas e 5 dias; 1,3 cm; coração com 164bpm!



Caramba!!! Que loucura que é isso!!!
Dois corações em mim, dois ritmos, dois corpos, duas vidas e um milhão de litros de amor!

É tanta emoção que faltam palavras, então os deixo com as imagens!






**************************************



Estava muito na dúvida se vinha já contar ou se esperava mais um pouco… (afinal, o que são só mais 4 semaninhas?…rs)

Acontece que esse blog foi criado pra eu poder ficar mais perto das pessoas que deixei longe quando mudei de país, pra que elas pudessem acompanhar as mudanças, as novidades e as descobertas dessa nova vida…
E em se tratando de nova vida, esse “agorinha” é o momento mais cheio de novidades e o que eu mais quero compartilhar! Porque é um momento só de nós 4 enquanto família, sim,  mas é um momento que eu viveria grudadinha nos meus pais se estivesse lá do lado, ganhando um monte de mimos e carinhos da família e dos amigos mais próximos…
Como não dá pra ser assim, quero poder registrar aqui cada momento, cada sensação, cada história, cada medo, cada conquista, cada evolução… para poder voltar a ler e lembrar sempre, mas, principalmente, pra fazer com que esse momento não seja muito solitário, pra fazer com que meus tão queridos matem a curiosidade e se afoguem também no tantão de amor que tem inundado a vida por aqui!

E também porque tem sido cada vez mais difícil inventar temas aleatórios pra postar no blog quando tudo que me ocupa, me preenche e me faz sentido agora é esse assuntinho bobo! 🙂

Bem vindos à aventura!!!



(ps.: apesar de estar colocando no blog público, ainda não queremos sair gritando aos quatro ventos, por isso peço um pouquinho de discrição, ok?! Peço que, por enquanto, evitem comentários no facebook ou excessos de comentários na “vida real”…
Não vou divulgar o link desse post como sempre faço, de maneira que essa novidade linda vai ficar sendo segredo entre nós, só por aqui, ok?!?)


Beijos, beijos e mais beijos…(e mesmo com tanto beijo, juro que vocês não imaginam quanto amor pode caber dentro de uma pessoa só! (ou duas!? rs)

"Com açúcar, com afeto"

As teclas nas quais eu mais bato nesse blog, traduzidas num documentário lindo!!!


http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=4JSvrCf_aU4#!



– Amor à língua portuguesa;
– Expatriação;
– Bilinguismo.



(infelizmente não estou conseguindo colocar o vídeo aqui, mas é só clicar no link e correr lá pra assistir, ok?!)

Depois vocês me contam se fui a única que chorou assistindo…
hahahaha

"Consta nos mapas"

Parece clichê essa história de que “meu marido é minha base, meu suporte, minha segurança, minha estrutura”.
É clichê mas é verdade, né?!

E no meu caso não é só porque ele tem 2,03m de altura. Nem só porque quando ele me abraça tudo volta ao lugar certo. Ou porque ele é o prático e racional da família.

É por tudo isso, sim, mas é ainda mais literal! Porque, é impressionante: TODAS as vezes que ele vai viajar e eu fico sozinha em casa com a Maní o chão treme!! Literalmente “todas” e literalmente “treme”!!!




É batata: é só estar sozinha que tem um temblor mais fortinho (ou fortão)!!!
E eu já sei disso… tanto que sempre fico na dúvida entre trancar a porta (afinal, estou sozinha) ou não (afinal…e tremer??) rs
Eu já sei, mas não deixa de me impressionar: eita conexão, hein?! Conexão entre nós dois e conexão de cada um de nós com esse país!
O Chile simplesmente sabe, ele sente a ausência dele e minha solidão… e fica tão vulnerável em sua própria estrutura quanto eu fico na falta dele… 
Acho lindo! rs
(pelo menos enquanto não vier não vier um terremoto fortão de verdade! E enquanto as viagens do Lucas forem curtinhas! hahaha)

"Consta nos mapas"

Parece clichê essa história de que “meu marido é minha base, meu suporte, minha segurança, minha estrutura”.
É clichê mas é verdade, né?!

E no meu caso não é só porque ele tem 2,03m de altura. Nem só porque quando ele me abraça tudo volta ao lugar certo. Ou porque ele é o prático e racional da família.

É por tudo isso, sim, mas é ainda mais literal! Porque, é impressionante: TODAS as vezes que ele vai viajar e eu fico sozinha em casa com a Maní o chão treme!! Literalmente “todas” e literalmente “treme”!!!




É batata: é só estar sozinha que tem um temblor mais fortinho (ou fortão)!!!
E eu já sei disso… tanto que sempre fico na dúvida entre trancar a porta (afinal, estou sozinha) ou não (afinal…e tremer??) rs
Eu já sei, mas não deixa de me impressionar: eita conexão, hein?! Conexão entre nós dois e conexão de cada um de nós com esse país!
O Chile simplesmente sabe, ele sente a ausência dele e minha solidão… e fica tão vulnerável em sua própria estrutura quanto eu fico na falta dele… 
Acho lindo! rs
(pelo menos enquanto não vier não vier um terremoto fortão de verdade! E enquanto as viagens do Lucas forem curtinhas! hahaha)