“Todos Juntos, somos fortes”

Acabo de ter aprovada minha entrada no grupo “Meu filho é alérgico a leite” (MFAL), um grupo no facebook muito bem recomendado.
Depois de toda a informação sobre gravidez e amamentação que consegui graças a grupos assim (“Cesárea? Não, obrigada!” e “Grupo Virtual de Amamentação”, respectivamente), acho que vai ser bom estar nesse novo!

 

Quando entramos no grupo as moderadoras pedem que contemos nossa história com relação a alergia, por isso fiz um resumo que aproveito pra compartilhar aqui e dividir a tal história chata, conforme havia prometido!


“Cecília nasceu aqui, em 24/01/14, de parto natural, com 3290kg e 51,5 cm, desde então amamentada LME (Leite Materno Exclusivo) em LD (Livre Demanda). 
Sempre foi muito tranquila, o que nos fez estranhar quando começou a chorar durante as mamadas. Com pouco mais de um mês esse choro passou a atrapalhar a alimentação: ela mamava menos de 2 minutos e começava a chorar muito, arqueando o corpo pra trás e não conseguia mamar mais, apesar de claramente continuar com fome; além disso tinha muito soluço, hálito ácido e estava sempre “mastigando” – assim, na consulta dos 2 meses, fechamos o diagnóstico de Refluxo Oculto e começamos o tratamento (homeopático, com Aspiridium) e medidas posturais indicadas no GVA (Grupo Virtual de Amamentação).
Nas semanas que se seguiram outros sintomas foram surgindo: primeiro um grosseirão no rosto (dermatite), depois crises de choro na hora de fazer cocô (ela quase não teve cólica quando recém nascida).

IMG_4775

Felizona na sala de exame!

 

Nesse ponto começamos a suspeitar de alergia, a pediatra pediu um ultra-som de abdómen pra garantir que estava tudo bem (e estava!) e pediu que eu fizesse um exame chamado Biorresonância (www.biokine.cl) pra procurar em mim alguma alergia ou intolerância que pudesse estar afetando a bebê.
Além de eu nunca ter lido nada sobre essa associação (intolerância na mãe = alergia no bebê) o exame foi super esquisito, achei pouco confiável e o resultado meio suspeito…dizia que eu tenho intolerância a uma lista enorme de alimentos…), mas antes desse resultado, através de informações do GVA, eu havia decidido cortar da minha dieta o leite e seus derivados.


Nos primeiros dias vi alguma melhora na Cecília, principalmente na pele, mas logo ela voltou a piorar muito – as crises de dores aumentaram em frequência e intensidade, a dermatite se espalhou pelo corpo, o cocô passou a ser bem líquido e com muco (apesar de não aumentar muito a frequência), vazava sempre, 2 vezes encontramos pequenos risquinhos de sangue no cocô dela e o refluxo sempre presente e incomodando bastante…
Então percebi que em tudo que eu estava comendo havia soja (ou traços de soja) e mudei minha dieta toda de novo. Aí sim notei uma boa melhora nela: pele, refluxo (não totalmente)…o cocô continuou com muito muco mas está aos pouco deixando de ser tão líquido…
Após essa melhora voltei a consumir leite e queijo por dois dias, pra testar se a alergia seria só à soja ou ao leite também e o que aconteceu foi que aproximadamente 4 horas depois de eu consumir esses produtos ela tinha crises bem fortes de dor (cólica? refluxo? os dois, imagino..), então voltei à dieta do leite também.

Assim estamos agora: Cecília completa 4 meses essa semana, segue em LME em LD, eu sigo em dieta (de leite e soja há aproximadamente 1 mês). Mesmo com os sintomas, ela sempre cresceu muito bem (percentil 94% de altura) e apesar de estar com o peso na média, percebemos que sua curva vinha caindo…
Os sintomas estão bem melhores, mas temos dias bons e dias ruins – na semana passada o refluxo voltou com tudo e continua por aqui…

Me angustia ficar achando sempre que tudo que ela tem possa ser resultado da alergia… Esse fim de semana começaram a sair os dentinhos dela e ela fez uma “greve de peito”… até eu entender que eram os dentes, fiquei dias me culpando e tentando entender o que eu havia comido que a deixara dessa forma… 😦

Além disso me sinto muito pouco amparada pela pediatra, apesar de gostar dela em assuntos gerais, se não fossem as informações de grupos como GVA (e agora o MFAL!) sobre a alergia, acho que estaríamos longe de alguma melhora!”

É ótimo sentir que não estamos sozinhas nas dificuldades e conquistas! E mesmo com apoio de família e amigos “da vida real”, é  melhor se podemos dividir a experiência e aprender com outras mães que estão passando (ou já passaram) por situações semelhantes! Pude provar isso na busca pelo parto sonhado e nos esforços pra estabelecer e manter uma amamentação de sucesso, então tenho certeza que nesse novo desafio que está sendo a alergia não será diferente!

Que bom que o facebook não serve só pra banalidades, não é?! E que bom que tem gente tão boa (de informação e de coração) disposta a ajudar assim!!!

=)

 

Anúncios

10 pensamentos sobre ““Todos Juntos, somos fortes”

  1. Querida, que sufoco hein!? Mas que bom que vcs não estão sozinhas e tudo tem se encaminhado para o melhor. Força, e como vc mesma disse: vai passar! beijos

    Curtir

  2. Uau, Gabi! Que coisa isso de alergia! Mesmo sendo muito comum (conheço muito caso de bebês com alergia ao leite e derivados) pega a gente de surpresa. Obrigada por compartilhar as suas descobertas e conhecimentos. E nos mantenha informados sobre as cenas dos próximos capítulos! Boa sorte aí!
    Beijo, Rita

    Curtir

  3. Ouunn, tadinha da Cecília, Gabi!! :((
    Péssimo que eles tenham que passar por isso – dores, crises e tudo mais – logo tão cedo na vida, né?!
    Realmente, ainda bem que existem pessoas boas e que o facebook também tem seu papel de unir esse povo todo numa mesma causa. Esse apoio e essas informações são fundamentais.
    Às vezes me pego pensando que se porventura a Agnes tiver alergia a qq coisa, terei que mudar minha alimentação radicalmente também. Muita força aí, viu?!

    Beijo nosso!

    Curtir

    • É uma droga, Má!
      Fazer dieta não é nada agradável (especialmente com ida pro Brasil na agenda! rs), mas ver a pequena mal é infinitamente pior!!
      Melhor mesmo me alimentar de informação e torcer pra fazer tudo certinho pra ela ficar bem logo! 🙂
      Beijos!

      Curtir

  4. Nossa Gabi não imaginava que isso era possível…Tadinha da Cecília :/ Ainda nem me tornei gestante mas já tenho aprendido tanto com os blogs e grupos do face que concordo demais com vc, pelo menos toda essa nossa tecnologia que muitas vezes afasta o contato real entre as pessoas tem o seu lado positivo e ajuda muito também né.
    Obrigada pelo carinho em meu blog!
    Bjokas

    http://elomaterno.blogspot.com.br

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s