“Porque eu sei que é amor”

Outro dia, no metrô, uma senhorinha fofa me perguntou quanto tempo você tinha e diante da minha resposta (“4 meses ya!”) ela deu um sorriso carinhoso, acompanhado por um olhar ao mesmo tempo sonhador e saudosista e me disse: “vocês ainda tem a vida inteira pela frente!”

Você tá crescendo, filha!
E me dá um tremendo frio na barriga ver você se tornando essa mini-pessoa cada vez mais cheia de opiniões e vontades e dentes e conhecimentos e habilidades…

Me emociona e me dá um pouco de medo, confesso…

 

Penso em tudo o que você ainda tem pra viver, penso em tudo o que eu e seu pai temos pra te ensinar e fico com o coração apertado de ansiedade por tudo que virá, ao mesmo tempo que me afogo nessa vontade de poder colocar em um frasquinho cada emoção, cada nova sensação, cada momento em que sinto meu coração inflar mais um pouquinho pra continuar cabendo esse amor que não pára nunca de crescer!

************

 

Na última semana estivemos no Brasil. Fomos apresentar você pra toda a família e matar as saudades da ‘terrinha’!

Foi uma loucura absoluta! Uma correria de um lado pro outro. Um cansaço quase extremo – e nossos corpos não deixaram barato: seu pai voltou com a coluna travando, eu tive duas crises bravas de enxaqueca e você voltou com uma gripe que virou uma bronquioseilaoque

 

 

Acontece, filha, que entre as muitas coisas que eu gostaria de te ensinar, tenho muito o que dizer sobre o amor, sobre as loucuras que fazemos por ele, sobre como ele é importante e compensa quase tudo e sobre como ele precisa ser cuidado e cultivado.

 

E se nossos corpos sofreram um pouco com essa “viagem-loucura”, nossos corações, tenho certeza, voltaram mais felizes e ‘alimentados’!

Porque foi isso que fomos fazer no Brasil: regar você dessa água boa que é nossa família (as de sangue e as de coração), pra garantir que você possa florescer no melhor terreno, com o melhor cuidado; e, com o seu sorriso, fomos fortalecer as raízes que temos plantadas por lá!

 

Foram dias e dias dignos de irem pros frasquinhos! rs E te ver tão cercada de carinho e afeto me faz ter a certeza de que a “vida inteira” que temos pela frente vai ser sempre especial!

Cresce, filha! Cresce pra poder sentir (e lembrar) como tudo isso é gostoso de viver!!!
(mas sem pressa, por favor, que sua mãe não dá conta dessa velocidade toda, não! rs)

cecilia e familia

10405567_10202025503431326_8309871858276433660_n

mesa cecilia

ceci cbs

CC Brasil

CC e Passerinis

Ah! Espero que você seja melhor que seus pais na hora de lembrar de tirar fotos desses momentos especiais…faltou tanta foto, de tanta gente querida…
(Aliás, quem tiver foto aí e quiser me mandar, vou acrescentando no post!!)

Anúncios

13 pensamentos sobre ““Porque eu sei que é amor”

  1. Ai Gabis! Eles crescem rápido demais mesmo! Essa vontade de guardar tudo nos frasquinhos só faz aumentar;
    Desejo melhoras a todos e que em breve, só fiquem mesmo as lembranças de uma viagem especial, e nada de doencinhas.
    Beijos

    Curtir

  2. Lucas e Gabi, parabéns por essa menina linda. Peninha que não conseguimos nos encontrar dessa vez, mas entendemos esses contratempos perfeitamente e com conhecimento de causa…RS.Temos a certeza que teremos outras oportunidades (quem sabe conseguimos dar um pulinho aí no Chile). Beijinhos e melhoras para todos em especial para essa fofura da Cecília.

    Curtir

  3. Que lindo. O coração da gente chega a doer de tanto amor e de tanta aflição pelo futuro, né? Mas tenho pensado que o melhor jeito de desacelerar o tempo é estando o máximo possível no agora, no hoje. Acho que estar presente garante que, se o tempo passa, ele também fica, como lembrança. Abraço grande, Alessandra.

    Curtir

  4. Bronquiolite, né? Raio de doença chata! Malu também teve quando ainda era menorzinha que a Cecília. Ela logo estará 100%!
    Engraçado que, ao mesmo tempo que cada mês parece que demora um ano pra passar, eles crescem super rápido! Eu me valho do pensamento que curti cada segundo, acompanhei todas as fases até agora. Mas não adiante, né, vai dar sempre saudade.
    Beijos!

    Curtir

    • Pois é, devia ser proibido que coisiquinhas gostosas ficassem doentes!! 😕
      Cecília ja ta bem melhor agora!
      Ai, Romana..é isso que eu tento fazer, curtir cada segundo dela, guardar na memória pra poder “voltar” quando a inevitável saudade bater!
      Beijo!

      Curtir

  5. Querida, é ruim perceber que eles vão nos escapando da mão dia após dia, não é? Mas é igualmente recompensador ver o quanto são independentes, o quanto cresceram, o quanto já mudaram… com nossa ajuda, nossa orientação, nosso auxílio.

    Ela está linda!

    Boa recuperação para vcs.

    Beijos!

    Curtir

  6. Pingback: “Na tua presença” – 16 meses | Aos queridos, curiosos e pacientes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s