"Porque sei que és minha Doula"***

Daí que eu fiquei enrolando vocês com aquele relato de parto enoooorme, dividido em várias partes e tal, quando existia já pronta essa versão aqui! (me perdoam? rs)
Linda, sensível, cheia de amor e curtinha! hehehe
É o meu parto, o nosso parto, do ponto de vista da Doula – e eu não me canso de ler!

(ps.: Onde ela diz Jack, claro, entenda-se Lucas! rs)

“Dia 23 a cachorrinha Mani estava muito estranha. Parecia sentir algo que para nós era imperceptível. Seria um terremoto? Ou contrações tão fracas que nem Gabi sentia?? Será que o corpo da Gabi já enviava sinais do que estava por vir?

Mani já sabia..às 3 horas da manhã do dia 24 as contrações começaram! Gabi resolveu não nos acordar e curtir as primeiras contrações sozinha na sala mesmo. Entre contrações conseguia dormir e descansar.

Acordo com passos no corredor, vindo de um lado ao outro..Jack acordou e já estava no modo “parto” rsrs. Passamos uma manhã gostosa arrumando os últimos detalhes para mais tarde, fazendo almoço e brincando de achar posições mais comodas para a Gabi.

Ás 11:30 a bolsa da Gabi rompeu. Gabi e Jack estudaram tanto sobre parto que nem se assustaram com o acontecido e tudo continuou na maior tranquilidade!
Cada contração era acompanhada ao som de cantores brasileiros como Chico Buarque..Gabi ficava dançando e cantando para ajudar a lidar com a dor. E assim foi até a dor começar a ficar mais forte!
Ainda embalada ao som que a consolava foi para o chuveiro onde pôde contar com a ajuda da água morna para alivio.
Quando saiu do banho a música já não adiantava mais. Continuava cantando bem baixo e dançando mas seu rosto já mostrava o desafio da fase ativa do parto. As contrações estavam muito próximas uma da outra e por isso resolvemos ir à maternidade!
Ao descer no elevador até encontramos um vizinho desavisado que olhou com cara de “meu santo! Ela está parindo!!!” e só conseguiu soltar um “Suerte!!” para nós..foi engraçado!!

Jack ligou para a parteira e seguimos para lá. Durou 15 minutos, mais ou menos, para chegar..mas, para Gabi e Jack parecia uma eternidade! Jack me contou que nesse momento temia que Cecilia nascesse no carro!! Gabi, sem contar com o alívio de se mover para diminuir a dor..sofreu. Se contorcia, mordia a toalha que levei como compressa gelada, chegou até a soltar um xingamento tamanha a dor que sentia!!!

Encontramos a parteira na maternidade que nos levou a uma sala para examinar. Estava buscando os documentos deles para fazer a entrada e só escutei “parabéns para o papai e para a doula, ela está com 9 centímetros de dilatação!!”. Gabi que merece todos os parabéns!!! Poucas mulheres conseguem ter segurança suficiente em seus próprios corpos para ficar em casa até chegar a esse ponto do parto! O máximo de dilatação são 10 cm! Ela já estava na fase de transição..Cecília já estava vindo!

Fomos o mais rápido possível até a sala onde Cecília viria a nascer. 
Daí pra frente fica difícil de contar..
Gabi sentia muita dor, se agachou até encontrar uma posição que pudesse empurrar. Jack ficava o tempo todo a segurando, pois suas pernas já estavam cansadas.
Empurra daqui, empurra de lá..”dá pra ver o cabelo” escutei a parteira falar.
O obstetra chegou e junto com a parteira observavam Gabi e Cecilia. De tempos em tempos ouviam os batimentos da Cecilia usando um aparelho que precisava só encostar na barriga para funcionar.

Foi bonito ver o olhar desses profissionais. Com paciência e respeito observavam e incentivavam.
Pediram para ela mudar de posição, para facilitar o parto. Nessa posição foi necessária a ajuda de todos. Jack já estava cansado mas continuou apoiando Gabi, sentando atrás dela e segurando ela por debaixo dos braços. A parteira segurava uma perna enquanto eu ficava com a outra. Assisti de camarote!! rsrs
Gabi aguentou o que chamam de “anel de fogo” por um belo tempo! Não sei dizer quanto tempo foi, nesses momentos o tempo já não é igual ao normal!!
Incentivava a Gabi e em um momento resolvi olhar para o Jack e me deparei com ele suando, branco e respirando fuuundo. A emoção estava transbordando!!
Algumas enfermeiras e o pediatra estavam a postos, caso necessário. 
O obstetra pedia empurrões fortes e longos da Gabi. Faltava muito pouco!
Presenciei o rosto da Cecília enquanto o obstetra tentava tirar o cordão, que estava enrolado em seu pescoço. Só quando ela saiu ele conseguiu, com muita habilidade, fazer ela passar pelo cordão, pois não conseguiu tirar por cima da cabeça. Como um quiabo..pluft..veio ao mundo!! rsrs

Foi uma emoção incomparável!!

Cecília foi direto para o colo da mãe. Esperaram para cortar o cordão. A placenta saiu naturalmente, depois de algumas contrações.
Ficaram assim os 3 juntinhos, Cecília..papai e mamãe por mais ou menos uma hora. Cecília foi apresentada ao mundo da melhor maneira possível! Junto ao peito de sua mãe, ouvindo seu coração e sentindo seu carinho. Até começou a mamar ali mesmo!
Só a tiraram para ser avaliado pelo pediatra, para colocarem a roupinha e logo depois já voltou para a Gabi. 

Gabi e Cecília ficaram na maternidade por duas noites. Só para ficar em observação. Tudo estava bem!
Jack e Gabi decidiram deixar a Cecília no quarto, e não no berçário durante a noite. Sábia decisão!!

Agora já estão em casa!
Cecília é tranquila e esperta. Falo com ela e seus olhinhos abrem para mim!
Ela chora..mas, nada que mamar, ficar limpa e se sentir em contato com nós não resolva!!!

Estou feliz! Consigo me imaginar ajudando outras mulheres a passar por essa experiência transformadora da melhor maneira possível!!


Depois mando fotos!!!

Com todo meu amor,
Silvinha, a doula”



A Sil é uma amiga muito querida! Dona de uma tranquilidade e de uma presença de amor sem iguais!!!
Ela é toda zen, “natureba”, saudável…em muito aspectos diferente de mim e do Lucas, mas é impressionante como nos damos bem!!!

E, olha que bacana: ela se interessou pelo assunto do parto por causa da nossa gravidez! Foi pros Estados Unidos fazer o curso de formação de doulas do Dona (uma das organizações internacionais mais bem conceituadas na área!), viciou no Renascimento do Parto e chegou aqui fervilhando de idéias, vontades, planos…uma delícia!
Chegou, aliás, fazendo intensivão: 10 dias de pré, parto inteirinho e 1 mês de pós parto!
Me indicou coisas pra ler, trouxe discussões pra eu pensar e trocamos muita figurinha sobre esse assunto que a mim também interessa tanto – foi bom demais!!!
(Isso sem falar na ajuda com a Cecília, com a Maní, com a casa, com a minha alimentação, etc..rs)

E, a boa notícia pra vocês é que ela está de volta em São Paulo, disponível pra ajudar novas Doulandas por aí – e oh, não é porque é minha amiga, não, mas eu recomendo, viu?!?! hehehe
Vocês podem contatá-la por email: silviarozsa@hotmail.com – e se falar que foi indicação minha ganha massagem extra!!! hahaha



Sil, querida, mais uma vez obrigada pela presença, pela ajuda, pelo apoio, pela tranquilidade, pelo amor…por tudo que você veio fazer germinar 😉 nessa casa no comecinho de 2014!!!
(e obrigada por autorizar a publicação do relato aqui!)

Torço pra que você possa se sentir realizada ajudando muitas mulheres a se empoderarem e a parirem! Elas e você merecem muitas e muitas experiências transformadoras!!!

Beijos cheios de amor!





(post maior bonitinho e tal, mas não resisti à piada infame com o título…hahahaha)
Anúncios

7 pensamentos sobre “"Porque sei que és minha Doula"***

  1. Pingback: “Acontecer, brilhar, faca amolada” | Aos queridos, curiosos e pacientes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s