"Desses que às vezes a gente sonha"

Preciso compartilhar meus sonhos das duas últimas noites!

Primeiro um pouco de contextualização:

Na terça feira da semana passada eu fui roubada pela terceira vez! Assim como da primeira, o ladrão era peruano, não chileno; mas diferente das outras vezes, dessa vez ele roubou mesmo o celular… No final, graças ao GPS do iPhone, conseguimos encontrar o ladrão e ele está preso (semana que vem vou de novo na delegacia pra depor). Infelizmente, ele tinha acabado de vender o aparelho dentro de um centrinho cheio de lojas ilegais de peruanos, daqueles lugares que policial não entra…

Na segunda feira o Lucas me contou que o irmão de um amigo quase foi roubado. Estouraram o vidro do carro dele (uma Santa Fé), mas foram pegos no ato e conseguiram fugir, mas não antes de ter o vidro do próprio carro quebrado também. Durante a fuga a polícia os parou pra perguntar sobre o vidro quebrado e, por sorte, nesse mesmo momento o dono da Santa Fé ligou na polícia pra fazer a denúncia da tentativa de roubo. Resultado: os caras foram presos e nosso amigo e seu irmão também estão nas burocracias de delegacias e depoimentos..

Bom, os sonhos:

Duas noites atrás eu sonhei que havia uma epidemia mundial de uma doença peruana muito séria e perigosa. Todos os países estavam super preocupados, mas tinham desenvolvido uma vacina pra tal doença. Só que eu estava com uma gripe muito forte e as autoridades não conseguiam decidir se podiam ou não me dar a vacina no meio de outra doença…

Essa noite sonhei que três crianças (de uns 8 anos) roubavam uma Santa Fé dourada, mas meus amigos já estavam esperando por isso, então conseguiam seguir o carro roubado e seus respectivos ladrões, inclusive se antecipando aos movimentos que os mesmos faziam.
Quando finalmente conseguimos capturá-los já estávamos em um lugar que era como o QG dos meninos, que acabaram nos confessando que o roubo, na verdade, tinha sido uma estratégia pra nos levar até esse lugar. Lá eles queriam que nós conversássemos com um doende de corpo e cabelo verdes e pouco mais de 20 cm. Esse doende estava fundando uma nova religião, da qual ele seria o deus, os meninos ladrões já estavam convertidos e tentavam fazer o mesmo conosco. Ficamos um bom tempo debatendo o assunto, sobre o roubo, a necessidade da nova religião, etc… 


Nos dois sonhos acordei antes que alguma decisão fosse tomada.


Bizzaros ou não?!?!

Anúncios

Um pensamento sobre “"Desses que às vezes a gente sonha"

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s