“Do primeiro rabisco…”

Vou dar aqui uma dica: se você é uma grávida cheia de hormônios e vazia de controle lacrimal, pode não ser muito boa ideia fazer adaptação da sua filha na escola!!! Hehehe

Siiimmmm! Cecília começou na escola! E tá sendo super legal!!

 

IMG_1994

 

Fomos 3 dias na semana passada, duas horas por dia, eu lá com ela o tempo todo, mas cada vez mais de canto, sendo menos lembrada e solicitada por ela.

 

 

No último dia ela até foi no parque só com amiguinhos e professoras, sem a mamãe aqui! Deu uma choradinha, ficou me chamando.. Mas com um pouco de colo e conversa, conseguiu se distrair e brincar!

 

IMG_2011

 

Lá dentro eu assistia tudo no maior dilema se devia ou não correr lá pra fora! rs Isso porque me comprometi (comigo mesma, claro! rs) a fazer uma adaptação suave, no tempo que fosse necessário pra gente, pra ser tranquila e sem sofrimento (rs). Mas no dia anterior tinha conversado com a professora Eva sobre como Cecília estava bem e tranquila e como seria bom (disse a Eva! rs) que ela visse que as professoras estão lá pra ajudá-la, pra resolver conflitos… enfim, que ela aprendesse a confiar nelas também – por isso acabei decidindo não correr pro parque quando ela chorou e fiquei satisfeita de vê-la se divertindo depois!
Até cheguei a achar que poderia já te-la deixado sozinha por lá na semana passada mesmo, mas outras duas meninas em período de adaptação (já sem as mães) estavam chorando MUITO (uma delas o dia inteiro, juro!) e o clima na sala tava meio mexido por isso… Então preferi não arriscar deixar mais uma com chances de choro! rs

 

Aí comecei essa semana achando que daríamos um pequeno passo atrás, por causa do tempo em casa no fim de semana, mas que nada! Chinchila já chegou na segunda e se soltou mais rápido que na outra semana! Tanto que senti que tava na hora de eu sair de cena – vinha todos esses dias conversando com ela, combinando que eu ia sair um pouquinho e depois voltava e tal…

Saí! E foi super tranquilo! Ela nem me deu muita bola, ficou quase 1 hora lá super bem! Quando eu cheguei me chamou pra sentar e ver o que ela tinha feito na minha ausência, quis brincar comigo… Super gostoso!

Ontem, de novo: fiquei menos de 20 minutos com ela (porque ela pediu pra eu ficar um pouquinho..) e depois saí, fiquei quase duas horas fora e foi ótimo!

Ótimo pra mim também, aliás, que tenho curtido esses tempinhos SOZINHA!!!hehehe

 

Ja tinha até começado um post contando como tava linda e fácil essa história de começar escola!!

Há!
Mas aíííí….rsrs

Aí teve hoje!

Não sei se tentei sair “rápido demais”, se ela ainda não estava suficientemente entretida com alguma brincadeira  ou o que.. Sei que já tinha dado tchau, como nos outros dias, mas quando ela me viu na porta, prestes a sair, veio correndo pra mim, chorando…!!! 💔

E eu? Bom, quebrei aquela única regra do período de adaptação: “só não chora na frente dela, deixa pra chorar depois que sair”!

Epic fail, minha gente!!!!

Eu não tenho nenhum controle dos meus dutos lacrimais!! Zero!!!

Abracei a bichinha e quando vi… tava chorando junto… 😳

E explicando pra ela que não precisava chorar! 🙄 Coerência, a gente vê por aqui! rs

Ela ficou chorando, dizendo que queria ir pra casa porque tava com sono. A Eva ofereceu pegar um colchão pra ela dormir lá e nada.. Ela queria ir embora! Mas conversa vai, conversa vem, eu expliquei que eu podia ficar um pouquinho mais, que ela podia ir brincar, que eu sairia depois, a Eva a convenceu a ir ler uns livros e ela foi e se distraiu!

E eu fiquei sentada num cantinho cho-ran-do!!!

Depois de um tempinho ouvi ela falando “a mamãe saiu um pouquinho”, aproveitei a deixa e saí mesmo! Cho-ran-do!

Sentei no carro e chorei mais uns 20 minutos!

A essa altura eu já chorava por estar chorando, chorava de vergonha e chorava mais cada vez que vinha a cena anterior na cabeça!! Ridícula, né?! rs
Enfim.. Saí, fui no mercado, fiquei mais de 1:30h fora e quando volte a encontrei super bem, brincando na pia do banheiro felizona!

Pedi desculpa pra professora pela cena matinal, joguei a culpa nos hormônios (afinal, né?! rs) e ela disse que super entendia…

Cecília, como sempre, não queria ir embora! Antes de sairmos brincou mais na água, depois me mostrou – e devorou – a tarta de manzana que eles fizeram e aí sim, pronto! Fim do dia! Ufa!

 

IMG_2045

A tarta!

 
Veremos como será amanhã…rs

 

E, bom, agora tô aqui escrevendo enquanto ela dorme em cima de mim, porque a gente se desgruda, mas só uns pouquinhos por enquanto! hehehe

 

 

IMG_2046

 

Anúncios

10 pensamentos sobre ““Do primeiro rabisco…”

  1. Eu me imagino passando pela mesma situação que você, Gabi! Rs! Planejamos que a Liana irá ficar numa escolinha ou com uma babá daqui a uns meses e eu, mesmo sem hormonios gravidicos vou me emocionar certeza. Cá entre nós: me emocionei a le seu relato 🙂
    Beijos!

    Curtir

  2. Por aqui, vamos passar por nova adaptação, pois Elis vai ficar no integral esse ano. Quando ela começou no ano passado (com 1 ano e 6 meses), ficava só o turno da manhã. Esse ano vamos deixá-la 3x por semana o dia inteiro (entra às 7:30 e sai às 17h). Essa decisão foi por causa da chegada do Lucas, e vai me dar pelo menos os 6 primeiros meses de tempo mais livre com ele. Não tenho tanta certeza em relação a mim, mas eu ACHO que vai ser tranquilo pra ela, pois ela já sabe o que é “ir pa ixcola” – e até sentiu falta nessas férias, perguntando “cadê a pró?”.
    Essa Cecília é uma FOFA! Que cabelo é esse, gente? E essa coisa de dormir em cima dagente… acho que vai ser uma das coisas que mais vou sentir tanta falta depois que ela não for mais uma bebéia!
    Boas surpresas por aí! Vai dar tudo maravilhosamente certo!
    Bjs

    Curtir

    • Naty, todo mundo fala que é mais difícil pra gente do que pra eles, né?! rsrs
      Tomara que Elis curta muito essa nova fase tb!!
      Aqui a decisão de começar agora tb foi, em parte, pela chegada do irmão.. E sem duvida é melhor fazer a adaptação uns meses antes, né?! Eu que me vire com o mar de hormônios! Hehehe
      Ixi, não to num momento de poder pensar no que sentirei falta quando ela crescer.. Uma mudança por vez, por favor! Hahahaha

      Beijo e obrigada pela torcida e pelo carinho de sempre!

      Curtir

  3. Eu chorei lendo seu post, mas de rir!!!!
    Sororidade zero, desculpa!!!
    Eu aposto que vou chorar também quando chegar minha vez.
    Pra te consolar, minha mãe conta que no meu primeiro dia de aula eu não quis que ela ficasse, pedi pra ela vir pra casa fazer o almoço e aí eu entrei na escola e ela voltou pra casa aos prantos, ou seja, podia ser pior!

    Curtir

  4. Minha mãe é educadora na mesma creche que o Anthony frequenta, então foram três adaptações, a minha, a dele e a da minha mãe, que chorava ouvindo ele chorar, mas agora estamos mais ou menos adaptados, tem dias que ele bate o pé e não quer ir para a creche de jeito nenhum e tem dias que pede para ir.
    Ainda hoje eu choro de ter que deixá-lo para vir trabalhar, mas como já disseram dói muito mais em nós do que neles.
    Forças, muita paciência e muito colo para vocês!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s