"Suas mãos nas minhas"

Hoje faz três anos que provei falsa aquela lenda do “Quando casar, sara”.
3 anos que tomei um capote caprichado na porta do cartório e ganhei um belo joelho ralado, que doeu e incomodou ainda muito mais tempo do que os 20 minutinhos que me restavam de vida de solteira.

O tombo serviu também pra dar pro Lucas uma última chance de reflexão: tem certeza que é com essa desastrada que você vai casar???

Acontece que a essa altura do campeonato ele já achava os hematomas uma coisa linda e sexy! Oh só:

Trecho do lindo pedido de casamento!

Ele sabia bem onde estava se metendo e não mudou de idéia, não…Ufa! rs
E eu, então, teria toda uma vida de suas mãos seguras me guiando, me apoiando ou me levantando das (normais) quedas.”

São 3 anos de “amor de papel passado”. Uma mera formalidade, é verdade, já que o amor em sí tem muitos anos e mais história… 
Mas não posso deixar de pensar que eu tenho, sim, MUITA sorte!
http://epoca.globo.com/colunas-e-blogs/ivan-martins/noticia/2013/11/se-gente-tiver-bsorteb.html

Obrigada, meu amor, por TUDO! Principalmente por compartilhar sua vida comigo, por me deixar fazer parte do seu tempo, das suas risadas, dos seus silêncios, do seu futuro…
Que as marcas roxas na pele sejam como “souvenieres” de tudo que vivemos!!! (mas pode deixar que eu carrego elas pra você! hahahaha)


Anúncios

7 pensamentos sobre “"Suas mãos nas minhas"

  1. Pingback: “Lá fora” | Aos queridos, curiosos e pacientes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s