"Se Anália não quiser ir…"

Ontem fomos em um churrasco na casa de um amigo na praia de Algarrobo, mais ou menos uma hora de Santiago.
Fomos, nesse caso, se refere à família completa! Sim, levei a Maní pra praia! hahaha

Fomos em 7 no carro: na frente o Duilio dirigindo, no passageiro o Lucas e atrás eu, a Constanza e o Marcos (um casal de amigos sobre o qual já falei algumas vezes) e nossas filhas: Maní e Melcoche.

 Melcoche é um doce típico do Equador – terra da Constanza – e tb o nome da cachorrinha nova do casal! Ela é uma fofa, tem só dois meses e é uma mini-bolinha de pelos!

Estava curiosa pra ver as duas, Maní e Melcoche, se conhecendo e me surpreendi.
Maní, moleca de tudo, arteira, energia infinita, filhote eterna….bom, com a pequenininha do lado se transformou! Primeiro que ficou enorme! hahaha
Depois que ficou super adulta e centrada! Não surtou, não baixou a pipoca saltitante nela…parecia até meio ranzinza. 
Essa coisa de instinto natural sempre me impressiona!
Maní não tem nenhuma noção da vida, faz festa pra Rottweiler desconhecido na rua, provoca e convida pra brincar de lutinha, se deixar e ainda me faz passar vergonha querendo ser amiga de todo mundo ao redor.
Pois com a Mel do lado era outra coisa. Ficava quietinha, deixando a pequena literalmente montar nela, sem reclamar e, principalmente, sem revidar. Entrava na brincadeira também, mas de longe, sem pular em cima, sem levantar a pata, tomando o maior cuidado com a nova amiga delicada e petelha… Coisa linda de se ver!

No carro a Maní tava interessada na vista e a Mel interessada em ficar pertinho da Maní, mas sem sair do colo da mãe dela; fez altos malabarismos até que conseguiu se dividir entre os dois colos!

Chegando na casa do Juan ficamos sabendo que eles tinham dois cachorros grandes, não muito amigáveis e que estavam brigando entre si.
Separados os dois grande e passados os primeiros minutos de tensão, apresentamos as pequenas pra eles e não houve maiores problemas…
Isso até a dona do cão dono da casa, um velhinho bonito e rabugento, ir fazer festa pra Maní, a Maní responder a achar que podia, então, fazer festa pro cachorro tb… Aí foi a maior latição (por parte do outro, pq ela continuava de rabo balançando), levar a Maní pra fora enquanto tiravam o outro da sala, enfim…
Foi só um momento, mas deu pra constranger…rs

E aí fomos pra praia!

Tava super curiosa pra ver a reação da minha cã, que agora é fã de água, com tanta areia e com tanta água. Mas essa parte foi bem sem graça! hahaha

Ela chegou lá e parecia estar super familiarizada com a areia, nenhuma novidade….aí levei pra perto do mar e ela reparou que aquela água era infinitamente mais gelada do que qualquer outra…nem quis saber…
Passou a tarde sentada em baixo do guarda-sol, olhando ansiosa pra todos que passavam, esperando que alguém parasse pra conversar com ela, cães, principalmente!



Reparem na quantidade de gente maluca “curtindo” o mar congelante! 
Lucas, Duilio e Juan, aliás, bancaram os malucos, mas não aguentaram nem dois minutos (literalmente 2 minutos) antes de voltar correndo pra areia quentinha! hehehe

ficou faltando foto da dupla dinâmica – Maní e Mel – juntas… =/



Foi uma delícia de domingo, mas serviu, especialmente, pra alimentar minha abstinência de praia (“oi, meu nome é Gabriela e faz dois anos e dois meses que não vou à praia”).
Em março vou pra uma praia descente – entenda-se brasileira, não preciso de nada chique, só comida gostosa, mar quentinho, sorvete…
Nem que tenha que ir sozinha, eu vou pra praia!!! Ah, eu vou!


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s