"São ainda, são ainda…" *

Em meio a toda essa confusão sobre a PM na USP, estou, nesses últimos dias, fazendo os vídeos que serão exibidos no IV Bazar de Natal do Adote um Gatinho.
E se por um lado estou tendo náuseas com muitas das coisas que leio sobre o conflito na minha (ex) universidade, por outro, essa mesma tela desse mesmo computador está me banhando com um mar de fofurísses!
Haja beleza e gostosura pra um bicho só, viu?! Difícil é conter a vontade/saudade louca que isso dá de ter gato em casa!! (Já conversei com a Maní e ela está consciente de que não será filha única pra sempre; uma hora vai chegar um gato pentelho pra aprontar junto com ela!rs)

O curioso da simultaneidade desses dois fatos é que ambos contribuem pra reforçar em mim aquela famosa frase: “Quanto mais conheço os homens, mais amo os animais”.

As fotos dos gatinhos terrivelmente machucados, maltratados por seres humanos cruéis, ou das coisas mais lindas que são simplesmente abandonadas por pessoas sem o menor senso crítico, ou sem a menor humanidade; as histórias tristes que a ONG combate todos os dias pra transformar em tantos finais felizes… Tudo isso somado à ignorância de tantos comentários que venho lendo na internet sobre a confusão na USP, de pessoas que eu não imaginava que fossem tão pequenas (e de outras que eu já sabia, claro), de gente expondo opiniões quadradas e desinformadas, mas que levam essas opiniões à extremos assustadores (lembrando que discurso também é perigoso!)…putz, tudo isso junto me assusta, me medo dá dessa espécie que somos!

Claro, claro…eu sei que o mundo não é feito só de gente assim, que existe o outro lado pra contrapor e tal.. Mesmo assim… Credo!!!

Prometi pra mim mesma que dessa vez não vou me meter na “polêmica internética do momento” e estou semi conseguindo manter a promessa…rs. No fundo, fico torcendo pra que isso sirva pra gerar debates de verdade sobre assuntos tão sérios e pertinentes nesse país. Pelo menos agora não estão só fazendo evento no facebook, ou espalhando piadas…pelo menos dessa vez eu vejo gente discutindo, colocando ponto de vista contra ponto de vista. Espero que isso seja produtivo, de verdade!

Eu…bom, nunca tive pique pra essas coisas políticas e sou/estou cada vez menos crente numa possibilidade de mudança verdadeira, estrutural, real e funcional…
O que não significa que eu não faça a minha parte…pelo contrário!
Tenho que fazer minha parte, mesmo que ela seja pequenininha… e decidi que a “minha parte” é pela proteção animal!
Faço o que posso com divulgações, doações, participações (edições de vídeos!!) na ONG que defendo no Brasil – o Adote um Gatinho. Estou procurando ONGs pra ajudar por aqui (a proteção animal no Chile é um desastre e o número de cachorros nas ruas, assustador!) e venho seriamente repensando minha alimentação…

Por enquanto é pouco, é verdade, mas é melhor do que só ficar vendo inconformada, eu acho…

Especialmente porque o que tenho visto anda cada vez mais difícil de engolir e impossível de digerir!




(em tempo: minha revolta com a confusão na USP não é em defesa a um lado ou a outro, mas sim com a cegueira – midiática especialmente – em que a maioria das pessoas parece estar afundada. Não importa se você é contra ou a favor à presença da PM no campus, mas se você ainda acha que a confusão toda é porque os alunos querem fumar maconha lá dentro, desculpe, mas você está MUITO desinformado!)


*O título completo:
“Era uma vez – e é ainda
Certo país – e é ainda
Onde os animais eram tratados como bestas – 
São ainda, são ainda”



Anúncios

Um pensamento sobre “"São ainda, são ainda…" *

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s