“Lloraaannndoooo”

Semana passada foi uma semana de muito chororô por aqui! MUITO!
Cecília chorou tanto que, no mínimo umas 3 vezes, eu tive vontade de sentar e chorar junto com ela! (choro de filho é tipo uma “coceira no cérebro” e dá um incômodo danado não conseguir fazer parar!!)

Ela esteve doentinha, está com mais 2 molares nascendo, tínhamos visita em casa… mas eu sabia que era mais do que uma reação a essas coisas! Só não sabia o que era…rs

Muito se lê sobre as birras dos 2 anos de idade – conhecidos como “terrible two” – e os choros que as acompanham, mas penso que a Cecília não pode já estar passando por isso…

Se a criança de 2 anos chora porque quer que tudo seja do jeito dela, usando e abusando de sua nova autonomia e capacidade de ter desejos e tomar decisões, talvez minha filha, do alto dos seus 15 meses, chore pelo caminho a essa autonomia.

Algumas vezes eu percebia claramente o choro de frustração, de Bébeia contrariada querendo MUITO fazer algo que não deixamos. Mas outras vezes era um choro que me parecia sem motivo aparente, porém muito intenso e sofrido – por isso agora tento me debruçar sobre ele.

Acho que ela chorava por não conseguir expressar alguns desejos e quereres (imagina que angústia isso?!).. às vezes, acho que por não ter claro o que desejava… Ou por não conseguir lidar bem com a ansiedade e a intensidade de tanta novidade, tanta vontade, tanto querer (e muito não poder).

Não sei… mas sei que não gosto de vê-la assim!

Respirar e acolher o choro que não entendemos é um exercício difícil!
Confesso que muitas vezes me pegava perguntando mil vezes o motivo do chororô a uma Cecília inconsolável…ficando sem resposta (óbvio, né?!) eu acabava me irritando (coça o cérebro, lembram?) e correndo o risco, inclusive, de não dar mais bola pras lágrimas – coisa que eu não quero que aconteça por aqui!

O que eu gostaria de aprender – e não errar mais! – é que nem sempre terei a solução concreta pras angústias da minha filha e que nesses momentos, o que posso fazer por ela é oferecer uma distração, um outro olhar sobre o problema, um abraço reconfortante…
Minha mãe, aliás, é expert nisso tudo, tenho uma boa professora pra me inspirar! =)

Agora parece que o choro diminuiu e minha Chinchila de sempre está de volta…ufa!
(Acho que passamos pelo “Salto de Desenvolvimento” mais intenso até agora – e além de tirar essa lição aí de cima, reforcei mais uma vez a lição mais importante da maternidade: tudo passa!!!)

Anúncios

16 pensamentos sobre ““Lloraaannndoooo”

  1. Ai filha! Agora fiquei até com frio na barriga! Essa historia de “expert” me assutou pra caramba! Enquanto lia seu texto ia me lembrando das experiencias semelhantes que ja passei com voces, do desespero que a gente vai entrando junto e de como é fácil ceder à bronca para calar a boca da criança e colocar um fim naquela angustia coletiva que vai se instalando… Se fossemos pra media estatistica, temo saber o resultado da contagem : acolhimento X distração X bronca! Rs… Ai vem você com esta história de “expert”! Hehehe… Não sei nao sobre quem voce está falando, mas fico feliz em saber que, em algum lugar ai dentro, ficou um registro de uma mae acolhedora! Um beijo enorme! Brigada por sua generosidade!

    Curtir

    • Hehehe!!
      “Em algum lugar”, não! Ficou “bem aqui dentro”, sem dúvida!
      E se a estatística histórica diz diferente, é porque ser mãe é um constante aprendizado e no nosso caminho de crescimento encontramos juntas um outro jeito de fazer -jeito que deixou marcas mais importantes e que me guia agora no caminho com a Cecília!
      E, também por isso, quem agradece sou eu!!!
      Te amo!!

      Curtir

  2. Gabi, aqui tá tenso.
    Alice tá no aaaaaauge da angústia da separação, se a mamain sai do campo de visão começa o berreiro, daqueles de acordar a vizinhança.
    Ainda bem que Pedro é um lord inglês.
    Quero nem imaginar o terrible two.

    E é mentira que a Cecilia tá com 15 meses. MENTIRA.
    Ela ainda é recém nascida pra mim.
    Fim.

    Curtir

    • Angústia de separação é sinônimo de “tenso” no meu vocabulário! Hahaha
      Com gêmeos, então, gezuiz!! Sorte que eles tão se revezando nessa! rs
      Agarra sempre que vc puder, que logo passa!!
      Beijo e boa sorte!! 😉

      Curtir

  3. O vai passar é verdade! Sempre passa! Gabi, temos ideias muito parecidas, e acho que nossas filhas também se parecem: são chamadas high need babies. Então, eu acho que o choro sempre tem algum motivo: angústia, dor, cansaço… é alguma coisa. O difícil é descobrir. O bom é que um carinho da mamãe sempre ajuda. O duro é que as vezes temos tantas coisas pra fazer: o jantar, o almoço, as louças na pia, o chão sujo pra limpar…

    Curtir

    • Verdade, Rita…
      Eu vivo me estressando pq tenho as outras coisas pra fazer, até que me lembro que elas importam menos, deixo tudo pra lá e ficamos, eu e Cecília muito mais felizes!
      (vou aprendendo a viver menos em ordem! rs)
      Beijo e boa sorte pra nós!

      Curtir

  4. Sou sua fã! ❤
    Já cheguei a pesquisar também sobre o terrible two pra ver se o que acontecia por aqui poderia ser uma antecipação dessa crise. E te digo, coçar o cérebro foi bem simpático para o que nós sofremos com chororô "sem motivo aparente"… Precisei algumas vezes da ajuda de marido pra poder não ter a paciência esgotada e deixar ela chorando sem dar importância. Essa parceria foi imprescindível.
    Grande beijo

    Curtir

    • Naty: ❤️❤️❤️!
      Ah, eu tb precisei me afastar algumas vezes… Marido chegou em casa e ganhou Cecília quase embrulhada pra presente pq eu já não conseguia mais…Hahaha
      (mas claro que 2 minutos depois ela já tava de volta comigo!rs)
      De respiro em respiro vamos seguindo… 😉
      Beijo

      Curtir

  5. Esse salto de desenvolvimento aí olha…
    Aqui, achei que fosse terrible 2 também. Temi por minha sanidade mental, afinal o negócio ia durar até os 3 anos?? Oh céus…
    Mas como veio, foi.
    Ainda tem pirraça, ainda tem choro, ainda tem vontade de sair correndo sem rumo, mas 95% do tempo, estamos bem e sãos.

    Curtir

  6. Ai Gabi!!!!!
    Eu tô aqui com algo parecido só que numa versão mini de 6 meses!!!!
    Mas achei lindo vc observar pra dentro e pra fora, porque no meio do caos isso fica dificil, a gente é quer mais que acabe sem tem que passar pela tenebrosa sombra, rs.
    bjos, querida

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s