"Mais de dez mil anos se passaram-se"

Dois dias: “Começando”

Seis meses: “Pra mim meia dúzia é seis, hein?!”

Doze meses: “Ponha a roupa de domingo”

Dezoito meses: “Brasil, recruta o teu pessoal”

E foi assim, em uma piscada de olhos, em um ou outro passo, em 4 postagens no blog… PUFF! Dois anos se passaram! 2 ANOS INTEIRINHOS!!!
É difícil colocar mais palavras do que essas aí de cima…

No dia 12/02/2011 éramos estes aí:



Dois anos depois, 12/02/2013, e ainda somos estes daí….tão iguais e tão mudados…

Mudei porque aprendi a conviver diariamente com a saudade, aprendi que o amor e a distância não são tão incompatíveis como se costuma dizer, aprendi que morrer de vontade não mata, aprendi que apoio e abraços virtuais também dão conta, mas também aprendi a força de um abraço de verdade.
Aprendi que meu marido é meu lar, aprendi que (meu) cachorro é um ser absolutamente amável, aprendi que a maternidade (mesmo a canina) é de um amor sem tamanho. 
Aprendi que não só a neve tem a capacidade macia de absorver as quedas e ao mesmo tempo gelar até a alma.
Aprendi que minha casa tem minha cara, o cheiro da Maní e o conforto do Lucas.
Aprendi que família se escreve com quantas letras você bem entender. 
Que chuva é bem melhor quando é rara. E que calor é menos pior quando é seco. 
Aprendi que o cérebro faz misturas malucas de idiomas. E que algumas coisas a gente só pode dizer mesmo na nossa língua materna.
Aprendi o significado de pátria e o significado de “hogar”.
Aprendi que clichê não é coisa de linguística, mas de coração.

Foram dois anos “fora de casa”, dois anos no “nosso lugar”.

E que venham agora todos os outros anos que temos pela frente… sejam no Chile, na Croácia, em Ohio-que-o-parta…tanto faz! Porque aprendi que o lugar faz muita diferença, mas que, na verdade, as experiências dependem de como nós as vivemos, como as encaramos e o que levamos delas – pra qualquer lado do mundo…!!!

Anúncios

3 pensamentos sobre “"Mais de dez mil anos se passaram-se"

  1. Falou e disse!!!
    Incrível como esses dois últimos anos passaram rápido..e ao mesmo tempo crescemos tanto que parece uma eternidade atrás.

    Beijos e abraços virtuais da sua filhinha (não a Mani!!! rsrs)

    Curtir

  2. Pingback: “Nessa data querida” | Aos queridos, curiosos e pacientes

  3. Pingback: “Não dá pra falar muito, não” | Aos queridos, curiosos e pacientes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s